Ronaldo garante fim de Trasnfer-Ban para o Cruzeiro

O Cruzeiro sofre com novos dois transfer-ban, punições que impedem o clube de registrar novos atletas até a quitação de dívidas. No entanto, a Raposa segue se movimentando nos bastidores, e tem preparado um caminhão de reforços para o restante da temporada.

Ao todo, são 4 novos jogadores para o elenco de Paulo Pezzolano, que aguardam a possibilidade de registro no BID. O goleiro Gabriel Mesquita, do Guarani, o volante Neto Moura, do Mirassol, o atacante Rafael Silva, que estava no futebol chinês e o também atacante Leonardo Pais, ex-Montevideo Wanderers.

O dono do clube, Ronaldo Fenômeno, comentou sobre o planejamento do clube para solucionar as pendências.

“Tenho certeza que iremos resolver todas as pendências e vamos ter um time competitivo. O time já é competitivo, foi demonstrado isso no Campeonato Mineiro (Barulho de Foguete). Vamos ver se conseguiremos uma ou duas peças importantes para qualificar ainda mais esse elenco. Temos um grupo competitivo. Se puder melhorar, melhor ainda.”

Cruzeiro e os Transfer-Ban

O Cruzeiro atualmente sofre com dois Transfer-Ban, confira abaixo a situação das duas punições:

  • Kunty Caicedo
    O clube agora está impossibilitado de registrar atletas por consequência do não pagamento de uma dívida relacionada ao Independiente Del Valle, pela contratação do zagueiro Kunty Caicedo, ainda em 2017.

    O Cruzeiro fechou acordo em 2020 para o pagamento da dívida em 18 parcelas de R$ 625 mil. No entanto, desde o anúncio do acordo e janeiro de 2022, apenas duas parcelas foram debitadas pelo clube mineiro. Este é o segundo transfer-ban em vigor como punição ao elenco celeste.
  • Careca
    A Justiça do Acre determinou a punição ao clube mineiro nesta quinta-feira, 17 de março, devido ao não pagamento de R$900 mil ao Atlético-AC pelo empréstimo do atacante Careca. A 4ª Vara Cível de Rio Branco ainda determinou a multa de R$ 10 mil para o caso de a Raposa não cumprir com a sentença. A punição permanecerá sobre o Cruzeiro durante o período de seis meses.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.