Ronaldo Fenômeno escala a seleção ideal de todos os tempos e muitos brasileiros ficam fora

O empresário Ronaldo Fenômeno, gestor da SAF do Cruzeiro com 70% das ações, entrou em polêmica nas últimas ao escalar seleção ideal de todos os tempos do futebol e acabou deixando muitos brasileiros de fora. Aposentado dos gramados desde 2011, Fenômeno se colocou na lista e fez ataque poderoso com Messi e Cristiano Ronaldo.

Escalando Pelé entre os meio-campistas, Ronaldo precisou fazer adaptações para montar o seu onze ideal, mas criou time que dificilmente seria batido dentro de uma partida. Com maioria de italianos e sul-americanos, o gestor do Cruzeiro escolheu: Buffon, Cafu, Maldini, Cannavaro e Roberto Carlos; Zidane, Maradona e Pelé; Messi, Ronaldo e Cristiano Ronaldo.

Em entrevista, Ronaldo precisou explicar por que deixou jogadores de grande calibre fora da lista. Para o empresário existe um seleto grupo de jogadores de futebol, onde nem todos fazem parte. Dos 11 listados, apenas Messi e Cristiano Ronaldo ainda estão na ativa, atuando por Inter Miami e Al-Nassr, respectivamente.

“Eu acho que tem um grupo muito especial, no qual você tem Maradona, Messi, Cruyff, Beckenbauer, Pelé, Van Basten, Ronaldinho. Eu me incluiria também. Deixemos os fãs debaterem nos bares. Mas não dá para ranquear estes jogadores, não dá para comparar gerações”, completou Ronaldo.

Cruzeiro contratou jogador inesperado

O Cruzeiro anunciou na última quarta-feira (13) a contratação do atacante Marcelo Moreno, de 36 anos, que assinou contrato válido até o final do Campeonato Mineiro, será integrado ao elenco de Nico Larcamón e vai disputar vaga entre os titulares com Juan Dinenno.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“O Cruzeiro abre as portas da Toca da Raposa 2 para que o Flecheiro se integre ao grupo do futebol, se recondicione usando toda a infraestrutura do CT e, junto ao clube, viabilize a partida que selará a aposentadoria dos gramados, ainda sem data definida. Campeão Brasileiro em 2014 e Bicampeão Mineiro em 2008 e 2014, Marcelo Moreno é uma referência dentro e fora de campo, contribuindo no momento mais difícil da história do clube.”, escreveu o Cruzeiro.

Comentários estão fechados.