Ronaldo bate o martelo sobre futuro no Cruzeiro

Ronaldo Fenômeno anunciou a compra de 90% das ações do Cruzeiro no dia 18 de dezembro de 2021, pelo montante total de R$ 400 milhões. A Raposa é o primeiro clube-empresa no Brasil a usar o modelo Sociedade Anônima do Futebol (SAF), desde que foi aprovado pelo Congresso Federal no ano passado.

Após 86 dias da assinatura oficial do contrato de compra, Ronaldo exige novos ajustes e discute assuntos fundamentais para se tornar dono em definitivo do clube. Uma das principais exigências, seria a compra das Tocas da Raposa I e II, porém, qualquer negociação envolvendo imóveis sobre domínio do clube, deve ser votada pelo conselho deliberativo.

Desta forma, o gestor da equipe celeste colocou toda a responsabilidade em cima do conselho do clube, mas ressaltou que não considera desistir da compra.

“Não vou desistir do Cruzeiro, está longe da minha cabeça, mas as cartas estão na mesa. A minha posição já está muito clara para o Conselho. A gente continua trabalhando aqui firme e forte. Mas a decisão vai ser do Conselho do Cruzeiro, não minha”, relatou Ronaldo em entrevista concedida ao GloboEsporte.

Presidente do Cruzeiro e Ronaldo

O presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, em entrevista exclusiva ao GloboEsporte, demonstrou apoio ao ex-jogador, e desmentiu a polêmica nota publicada pela Mesa Diretora do Conselho do Clube.

“Eu jamais assinaria um contrato lesivo ao Cruzeiro. Seja por ser o presidente do clube, seja por ser torcedor do clube. Tenho um contrato que é o contrário (de lesivo).

A grande questão é que o tempo, infelizmente, não estava a meu favor. Aquela situação de urgência, de ter a assinatura do Ronaldo em 18 de dezembro, para ele já entrar para fazer o aporte do ‘transfer ban’, e estudar toda a situação do Cruzeiro ao longo do tempo. Então, em números gerais, muitas coisas eles já sabiam, mas não tinham muitos detalhes das operações como estavam acontecendo.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.