Robinho tira a sorte grande na prisão e poderá deixar cela para trabalhar fazendo roupas

Robinho completou recentemente um mês preso na Penitenciária de Tremembé. De acordo com o g1, o brasileiro vem seguindo uma rotina regular e, além disso, ainda está inscrito para trabalhar na unidade. De antemão, vale lembrar que ele cumpre pena de nove anos pelo crime de estupro coletivo contra uma mulher na Itália, em 2013. 

Ainda segundo a fonte, Robinho divide cela com outro detento. O ex-atacante ainda recebe visitas aos finais de semana entre 8h e 16h do sábado ou do domingo. O brasileiro ainda tem acesso às atividades educativas e esportivas na unidade.

Robinho pode deixar cela para trabalhar fazendo roupas

O fato é que Robinho está inscrito em uma lista dedicada às vagas de trabalho dentro da penitenciária. A oferta de vagas leva em consideração alguns quesitos, como a formação profissional e habilidades do detento. Na unidade, o ex-atacante terá acesso a oficinas de jardinagem e confecção de roupas.

Ainda em tempo, vale dizer que o serviço pode ser remunerado e, nestes casos, o detento recebe o valor por meio de uma conta pecúlio, em que pode autorizar que a família retire parte do valor ou solicitar que a unidade compre itens e o entregue. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Por ter sido condenado a uma pena superior a oito anos, Robinho iniciou o cumprimento da pena em regime fechado. O ex-jogador poderá progredir para semiaberto depois de cumprir 40% do tempo, isto é, cerca de três anos e meio.

Em 2013, Robinho foi condenado em três instâncias da Justiça italiana por participação no estupro em grupo de uma mulher albanesa. A decisão final foi emitida pela 3ª Seção Penal do Supremo Tribunal de Cassação, em Roma, em janeiro de 2022, após o jogador já ter retornado ao Brasil.

Comentários estão fechados.