Roberto Carlos trouxe detalhes sobre a convulsão de Ronaldo na Copa de 98

O ex-lateral-esquerdo Roberto Carlos, Campeão da Copa do Mundo de 2002 pela Seleção Brasileira e grande amigo de Ronaldo Fenômeno, deu declaração surpreendente e trouxe detalhes sobre a convulsão de R9 na Copa de 98, um dia antes da final contra a França, quando o Brasil perdeu por 3 a 0. Gestor da SAF do Cruzeiro, Ronaldo está atualmente com 47 anos e aposentado dos gramados desde 2011.

Em entrevista ao UOL, Roberto Carlos contou da sua relação com a Seleção Brasileira e com Ronaldo. Os dois estiveram juntos nas Seleções Brasileiras de base até o final da carreira, atuando juntos no Corinthians. Para o lateral, o drama de 98 foi chocante por ter visto o amigo “morto”.

“Todas as Copas… Eu estava na lista na 94 e não fui porque era muito novo. Em 98 perdemos para a França na final porque tinha que perder. O problema que nós tivemos de saúde… Muitas pessoas questionam… Eu vi meu amigo morto (…) Não gosto de falar disso. Vi [a cena]. Tomara que não tenha isso nunca mais”, disse Roberto Carlos.

Após a convulsão, Ronaldo disputou a Final da Copa do Mundo, mas não conseguiu levar o Brasil a conquistar o penta naquele ano. “O Ronaldo foi do c. Não sei se ele poderia jogar ou não. Mas ele falou: ‘Poxa, se eu vim até aqui, o jogo mais importante não vou jogar? O f foi que, na primeira jogada, o Cafu fez um lançamento por cima da defesa e o Ronaldo saiu e o Barthez [goleiro] saiu. Ali eu falei: ‘Ih, morreu'”, acrescentou o ex-lateral.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Comentários estão fechados.