Ricardo Goulart deve rescindir com o Santos e Cruzeiro fica de olho

Com a eliminação do Santos na Sul-Americana, para o Deportivo Táchira, na última quarta-feira, o camisa 10 do Peixe, Ricardo Goulart, ex-Cruzeiro, teria manifestado seu interesse em deixar o clube ainda nesta janela de transferências, que será aberta no próximo dia 18 de julho. No entanto, a situação do atleta é tratada com cautela. 

O contrato do jogador com o Santos vai até o final de 2023, entretanto, o momento vivido por Goulart no alvinegro paulista não é bom. Antes da derrota do Santos para o Flamengo, por 2 a 1, no início do mês, em 02 de julho, o atleta estava sem ser utilizado por quatro partidas. Na ocasião, o atacante atuou por apenas 23 minutos. 

Goulart é uma realidade plausível?

Apesar do desejo manifesto de Ricardo Goulart em deixar o Santos, a diretoria do Peixe aborda o tema com cuidado, isso porque, atualmente, o atacante é dono de um dos maiores salários do elenco. Desta forma, uma vinda ao Cruzeiro perpassaria por uma mudança drástica no valor dos vencimentos do atleta.

Não é segredo que a SAF da Raposa está em busca de um meio-campista para orquestrar o time, um camisa 10, para atuar entre as linhas de ataque. No entanto, ao que tudo indica, Goulart é uma realidade distante do clube mineiro, que passa por uma grave crise financeira e, desta forma, não tem condições de, por si só, arcar com altos salários. 

Pelo Cruzeiro, Goulart foi um dos protagonistas dos encantadores times celestes em 2013 e 2014, que, sob o comando de Marcelo Oliveira, conquistou duas taças do Campeonato Brasileiro, jogando um vistoso e agradável futebol. 

O jogador veio do Goiás, após boa campanha pelo Esmeraldino na Série B de 2012, e chegou ao Cruzeiro em janeiro de 2013. Nos dois anos de clube, disputou 106 jogos e marcou 38 gols.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.