Revelado salário dos árbitros FIFA que apitam jogos do Cruzeiro

O Cruzeiro tem ano após ano faturamento milionário com patrocinadores, ingressos, direitos de transmissões e outras receitas, mas a disparidade para os árbitros foi revelada e assustou os torcedores cruzeirenses. Hoje aposentada dos gramados, a ex-bandeirinha Ana Paula contou bastidores da arbitragem no Brasil, que é precária e abaixo do ideal.

Em entrevista recente, Ana Paula Oliveira deu declaração de quanto vence um árbitro de elite no Brasil e usou de exemplo Raphael Klaus. A classe de apitadores ainda briga por melhores condições, mas podem comemorar em relação ao cenário de alguns anos atrás.

São Paulo é a federação que melhor paga no país. Qual foi a meta de trabalho? Melhorar as condições do árbitro, que é pagar uma taxa e que se consiga subsistir com ela.”, iniciou Ana Paula. “Os árbitros da primeira divisão nenhum trabalha. Tem árbitros de segunda divisão que vivem só de arbitragem em função da quantidade de jogos.”, acrescentou.

Ainda na entrevista, Ana Paula comentou que um árbitro, a depender da quantidade de partidas realizadas, pode receber até R$ 60 mil por mês. “Uma taxa de segunda divisão ganha de R$ 800 a R$ 900 por jogo. Se ele fizer quatro jogos, superou a marca de dois salários mínimos”, afirmou.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Na realidade do nosso país, você consegue sobreviver. Se você for crescendo, (como) o Raphael Claus, vai faturar de R$ 50 R$ 60 mil por mês. Um árbitro FIFA, dependendo do patamar e da regularidade, vai faturar mais de R$ 60 mil por mês.”, completou a comentarista.

Comentários estão fechados.