Reforço do Cruzeiro precisou vencer a fome para se tornar atleta profissional

Anunciado pelo Cruzeiro neste início de temporada, o volante equatoriano José Cifuentes emocionou a todos em sua coletiva de apresentação na Toca da Raposa, ao contar sobre a sua infância e o drama que viveu no processo de formação como jogador profissional. 

O meio-campista tem 24 anos e, antes de chegar ao Brasil, passou pela América do Norte e Europa. Ele estava no Rangers, da Escócia, e assinou contrato de empréstimo até o final do ano com o Cruzeiro. 

Durante a sua coletiva de apresentação, concedida na última quarta-feira (28), Cifuentes disse que enfrentou dificuldades após sair de casa, quando tinha apenas 10 anos. 

“Todos temos um caminho difícil. Por isso estamos aqui hoje. Passamos nossa infância de uma forma muito difícil. Saí de casa com dez anos, vivi no clube. Em algum momento, tinha o que comer, em outros, não”, revelou.

Reforço do Cruzeiro, Cifuentes recusou a Europa para assinar

Apesar da pouca idade, vale dizer que Cifuentes tem uma boa experiência no futebol. Para se ter uma ideia, o meio-campista disputou a última Copa do Mundo com o Equador. Tanto assim que recebeu diversas propostas da Rússia e da Inglaterra antes de fechar com o time mineiro. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

José Cifuentes estreou com a camisa celeste na última rodada do Estadual. Ele entrou em campo durante a vitória por 2 a 0 sobre o Pouso Alegre e deu bons sinais ao torcedor. Vale dizer que a tendência é que o volante assuma a condição de titular no time de Larcamón.

Não custa lembrar que o Cruzeiro voltará a campo no sábado (2), às 16h30, para encarar o Uberlândia, no Mineirão, em jogo da última rodada da fase de grupos do Campeonato Mineiro. 

Comentários estão fechados.