R$ 750 milhões: O assunto da semana no Cruzeiro

O Cruzeiro está tendo semana movimentada após Pedro Lourenço assumir o comando do clube, herdando as ações de Ronaldo Fenômeno e assunto de R$ 750 milhões vem agitando todos os setores da torcida. Com final de semana livre após adiamento da partida contra o Internacional, os cruzeirenses estão focados no balanço de 2023, divulgado nos últimos dias.

O Conselho Deliberativo do Cruzeiro aprovou, de forma unânime, as contas do exercício de 2023, na última quarta-feira (1), que demonstrou dívida de R$ 749,2 milhões e superávit recorde de R$ 591,4 milhões. Ao todo 182 conselheiros estiveram presentes e acompanharam a sessão no Clube Cruzeiro Barro Preto, em Belo Horizonte.

Sérgio Santos Rodrigues, que deixou o comando da associação no final de 2023, comemorou a melhora das contas do clube. Edinho Potsch, atual vice-presidente do Cruzeiro, também deu explicações e foi ouvido por conselheiros.

“A gente ficou muito feliz com o resultado da reunião, que demonstrou que o trabalho de reestruturação feito há três anos foi árduo. Pegamos o Cruzeiro em 2020, com uma dívida bilionária, no meio de uma pandemia, e infelizmente não conseguimos trazer o resultado esportivo. Só que o desafio era muito maior fora das quatro linhas. Agora a gente encerra a gestão de 2023 e (esse ciclo) da presidência do Sérgio. Foi uma administração de muita dificuldade, mas muito êxito. Esse é o balanço que a gente faz”, disse Potsch.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Com oscilação na dívida do clube, o Cruzeiro finalmente está tendo visão de futuro e mira uma redução, que está em menor nível desde 2018. Veja a seguir!

2023: R$ 749,2 milhões
2022: R$ 1,052 bilhão
2021: R$ 970 milhões
2020: R$ 898 milhões
2019: R$ 804 milhões
2018: R$ 533 milhões
2017: R$ 371 milhões

Comentários estão fechados.