Provocação ao Atlético não terminou bem para representante do Cruzeiro

O Cruzeiro venceu o Atlético no último sábado (3) por 2 a 0, na Arena MRV, pela terceira rodada do Campeonato Mineiro e rasgou nas provocações pelas redes sociais. O nível foi exagerado e fez dono de loja tomar puxão de orelha do clube. Luciano Dacasa, dono de uma loja franqueada do Cruzeiro, precisou se explicar após cair em polêmica envolvendo o nome do estádio do rival.

Em foto publicada nas redes sociais, Luciano mostrou camisa do Cruzeiro com as letras “M”, “R” e “V” no lugar da patrocinadora Betfair, fazendo alusão com as iniciais da frase “meu rival venceu”, mas acabou tomando puxão de orelha do clube por interferir em problema contratual a marca de apostas esportivas.

Durante entrevista ao podcast Cruzoeiro Podcast, no YouTube, o lojista precisou explicar a situação. “Eu tomei ferro, tomei puxão de orelha. Eu fiz a camisa zoando depois do clássico. Acabei deixando lá [na loja] e o torcedor tirou foto. Mas quero deixar bem claro, tá? É proibido, não pode, tem que seguir o padrão. Então justamente por isso até tomei mesmo um puxão de orelha. Mas não está vendendo [a camisa], não pode! Deixando bem claro”, explicou.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Esta foi a segunda vez que a brincadeira dos torcedores geraram problemas ao clube. Em outubro de 2023, quando o time celeste bateu o rival, por 1 a 0,  um uniforme celeste com o nome do zagueiro Jemerson, do Galo, também repercutiu, mas dessa vez sem polêmicas, já que o uniforme era de outro clube e não existia relações comerciais.

Comentários estão fechados.