Primeiro clássico do ano entre Cruzeiro x Atlético nem aconteceu e já envolveu a PM

O primeiro clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG ainda nem aconteceu, está marcado para o dia 4 de fevereiro e já está dando o que falar. A Polícia Militar (PM), que está preparando a operação da partida, já está envolvida e atenta as movimentações das torcidas. Em acordo das diretorias, o órgão de segurança ficou feliz com decisão dos clubes.

Marcado para o dia 4 de fevereiro na Arena MRV, a diretoria do Atlético-MG procurou o Cruzeiro para que o primeiro clássico do ano, válido pelo Campeonato Mineiro, seja disputado com torcida única. Os clubes comunicaram a Polícia Militar do acordo feito. A notícia foi revelada e apurada pelo portal ge.

Os clubes ainda não divulgaram oficialmente o acordo, já que a reunião de organização do jogo está marcada para a próxima quarta-feira (31). No mesmo dia, em Belo Horizonte, São Paulo e Palmeiras se enfrentam na decisão da Supercopa do Brasil.

Internamente, Cruzeiro e Atlético buscaram resolver a situação antes de falar com a Federação Mineira de Futebol (FMF).

No clássico do ano passado, pelo Brasileirão, quando o Cruzeiro venceu por 1 a 0, as duas equipes reclamaram da partida, onde os cruzeirenses relataram terem sofridos maus tratos, enquanto atleticanos alegaram que os visitantes quebraram cadeiras e danificaram estruturas.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Bruno Muzzi, CEO do Atlético, havia admitido recentemente a vontade de fazer a partida com torcida única. “Gera prejuízo, gera desconforto. Em São Paulo já é assim, nossa rivalidade local é muito grande, acho que caminha, sim, para torcida única”, disse o executivo.

Comentários estão fechados.