Pressão? Fernando Seabra precisa cumprir objetivos ousados do Cruzeiro

O Cruzeiro anunciou na última terça-feira (9) a contratação do técnico Fernando Seabra, de 46 anos, que estava no time sub-23 do RB Bragantino e será o treinador do clube até o final de 2026. Com passagem anterior no clube entre os anos de 2022 e 2024 (até janeiro), Seabra retorna com grande responsabilidade e sabe bem da pressão que vai receber dos milhões de cruzeirenses.

A escolha de Seabra aconteceu depois da demissão de Nico Larcamón, que foi retirado do cargo após a perda do Campeonato Mineiro para o Galo. O argentino de 39 anos deixou o clube com 14 jogos disputados, sendo sete vitórias, quatro empates e três derrotas. Falta de comunicação e poucos minutos para os garotos da base foram os maiores motivos da troca.

Pelas redes sociais, o Cruzeiro divulgou a contratação de Seabra e desejou boa sorte ao treinador. Na categoria sub-20, Seabra se destacou pelo grande trabalho realizado, quando foi campeão da Copa do Brasil sub-20 e vice-campeão da Copinha.

De volta ao clube, Seabra terá que cumprir objetivos estipulados pela diretoria, como o maior uso das categorias de base. Em entrevista coletiva, o treinador afirmou estar ciente das responsabilidades, mas sente que tem respaldo dentro do clube para mostrar resultados.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Me sinto absolutamente respaldado, até porque o clube me conhece, conhece meu trabalho no dia-a-dia, conhece a minha personalidade, me conhece como pessoa. Então, o clube está fazendo uma escolha com alta resolução, não é com baixa resolução. É um cara que estava aqui nos últimos dois anos todos os dias. E uma das coisas que me motivou ainda mais é saber que eu ia encontrar essas pessoas aqui e que já tinha algo construído. Que eu ia ter o privilégio de dar seguimento nisso, em um ambiente profissional, em um alto nível de desafio. E com a expectativa, não só de viver algo interessante como pessoa e do ponto de vista profissional para a minha carreira, mas também de dar sequência nesta construção em uma dimensão maior, com uma capacidade de impacto maior no meio futebolístico.”, disse o técnico.

Comentários estão fechados.