Presidentes memoráveis do Cruzeiro Esporte Clube

A história do Cruzeiro está diretamente ligada ao cenário brasileiro. Basta lembrar que a equipe surgiu para o futebol com nome de Palestra Itália, porém, devido questões políticas, precisou trocar de símbolo, cor e, claro, nome. Eis que nasceu o Cruzeiro Esporte Clube. 

Durante os mais de 100 anos do Cruzeiro, a equipe se consagrou no cenário nacional e internacional como uma das camisas mais pesadas e bonitas do futebol brasileiro. Muito desta história pode ser contada através de presidentes memoráveis que estiveram à frente da instituição.

5 notáveis presidentes da história do Cruzeiro 

Felício Brandi (1961–1981)

Felício Brandi
Imagem: em.com.br

Não seria exagero dizer que Felício Brandi foi o maior presidente da história do Cruzeiro. Durante os 20 anos que esteve à frente do clube, o gestor conseguiu feitos estruturais, títulos expressivos e, grosso modo, mudou o clube de patamar. Não custa lembrar que foi com a sua gestão que a equipe mineira conquistou a Taça Brasil de 1966, na final histórica contra o Santos de Pelé. 

Em seguida, Felício levou o Cruzeiro aos grandes holofotes do continente, ao vencer a Copa Libertadores de 1976 e disputar o Mundial de Clubes no mesmo ano.

Um fato curioso da trajetória de Felício no Cruzeiro é que, alguns anos após assumir a presidência do clube, o gestor chegou atrasado ao próprio casamento; tudo isso porque ele estava finalizando a contratação do maior ídolo da história do clube: Tostão. 

César Masci (1991–1994)

César Masci Cruzeiro
Imagem: ge.globo.com

César Masci é um outro nome que não poderia faltar na lista de presidentes memoráveis do Cruzeiro. O gestor esteve à frente do clube entre 1991 e 1994, período em que a equipe voltou a conquistar títulos de expressão internacional.

César trouxe ao Cruzeiro de volta ao alto escalão do futebol continental com as conquistas da Supercopa Sul-Americana em 1991 em 1992, da Copa do Brasil em 1993. 

Zezé Perrella (1995–2002 e 2009–2011)

Zezé Perrella. Foto: Reprodução.
Zezé Perrella. Foto: Reprodução.

Zezé Perrella, apesar das controvérsias geradas nos últimos anos, também teve um papel importante na história do Cruzeiro. No entanto, destaca-se que a sua gestão no clube é repleta de polêmicas e grandes feitos. O fato é que o seu nome está marcado na história da Raposa

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Sua primeira passagem pelo Cruzeiro é sem dúvidas a de maior sucesso. Durante o seu mandato, Zezé Perrella conquistou a segunda Copa Libertadores do Cruzeiro, assim como outros títulos: Recopa Sul-Americana (1998), a Copa do Brasil (1996 e 2000), a Copa Sul-Minas (2001 e 2002) e o Campeonato Mineiro (1996, 1997, 1998, 2009 e 2011).

Alvimar de Oliveira Costa (2003–2008)

Alvimar Oliveira
Imagem: hojeemdia.com.br

Irmão de Zezé Perrella, Alvimar de Oliveira Costa assumiu a presidência do Cruzeiro como sucessor do ex-presidente. Ele permaneceu no cargo até 2008. Ao certo, pode-se dizer que a gestão de Alvimar de Oliveira ficou marcada pela incrível temporada de 2003, quando o Cruzeiro conquistou a Tríplice Coroa, ao ser campeão do Campeonato Mineiro, da Copa do Brasil e do Brasileirão

Gilvan de Pinho Tavares (2012–2017)

Gilvan de Pinho Tavares Cruzeiro
Imagem: cruzeiro.com.br

Por fim, vale destacar a história do presidente Gilvan Pinho Tavares. Ele assumiu o Cruzeiro no início de 2012. O primeiro ano como presidente foi modesto, mas nos anos seguintes a Raposa brilhou no cenário nacional ao conquistar o bicampeonato do Brasileirão de forma consecutiva. Além disso, Gilvan ainda foi campeão da Copa do Brasil de 2017 com a equipe mineira.

Comentários estão fechados.