Presidente do Cruzeiro explica atraso no pagamento por Kunty Caicedo

A FIFA foi notificada pelo Independiente del Valle, do Equador, sobre a falta de compromisso do Cruzeiro com um acordo firmado em 2020.

O acordo é referente ao valor de compra do zagueiro Kunty Caicedo. No trato, a Raposa tinha o dever de pagar 18 parcelas de 132 mil dólares, no total, o valor fecha em 2,3 milhões na moeda americana.

No entanto, de acordo com o GE e o gerente geral do clube equatoriano, o Cruzeiro realizou até o momento, o pagamento de apenas 2 das 18 parcelas.

A situação está pendente desde 2016, época da aquisição do jogador, a situação já passou pela gestão de 3 presidentes, Gilvan de Pinho Tavares, Wagner Pires de Sá e agora Sérgio Santos Rodrigues.

O atual presidente, falou explicou em entrevista o porque do atraso no pagamento.

“Já tinha sido conversado com a gestão (do Ronaldo). Com certeza a gente tinha feito uma negociação, a parcela ficou muito cara, não conseguimos honrar uma certa parte dela. Foi conversado com ele, já estão sabendo, sendo renegociado, e vai dar tudo certo, com certeza”

A FIFA já acatou a reclamação do Independiente del Valle e caso o problema não seja solucionado, a equipe celeste poderá sofrer novas punições.

Neste ano, prioridade da gestão de Ronaldo Fenômeno, o pagamento do transfer ban custou uma boa fatia da quantia que o ex-jogador está disposto a investir num primeiro momento no Cruzeiro.

Desde seis meses atrás, o clube mineiro recebeu a punição da FIFA, que impossibilita o registro de novos jogadores, até a quitação da dívida.

A dívida da Raposa era referente as compras do meia Arrascaeta e dos atacantes Riascos e Rafael Sóbis.

Crise Financeira no Cruzeiro

No dia 11 de janeiro Ronaldo concedeu sua primeira entrevista como gestor do clube, e explicou a delicada situação financeira da instituição.

“O Cruzeiro tem que gastar somente aquilo que arrecada. O cenário hoje é bem complicado, com receitas de até os próximos dois anos já antecipadas e já gastas, então encontramos um cenário trágico no clube, mas temos que cuidar. O Cruzeiro é um paciente em estado grave, na UTI”.

Ronaldo Fenômeno anunciou a compra de 90% das ações do Cruzeiro no dia 18 de dezembro de 2021, pelo montante total de R$ 400 milhões. A Raposa é o primeiro clube-empresa no Brasil a usar o modelo Sociedade Anônima do Futebol (SAF), desde que foi aprovado pelo Congresso Federal no ano passado.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.