Popó perde o filtro e chama PADRE famoso para luta de boxe

Dessa vez o tetracampeão mundial de boxe Acelino Popó Freitas foi longe demais. Após chocar o mundo e nocautear Bambam em menos de 40 segundos, Popó quer dar continuidade ao sucesso do Fight Music Show e trouxe agora um desafiante inesperado. 

Em recente entrevista à RedeTV, Popó foi questionado sobre a possibilidade de uma luta “blasfêmica” contra o padre Marcelo Rossi ou contra o padre Fábio de Melo. O ex-lutador já tem o seu preferido: “Marcelo Rossi. É mais forte, maior; gosto de derrubar gente grande”, afirmou.

Ainda durante o bate-papo, foi sugerido a Popó uma luta contra Marcos Mion e Rodrigo Faro, da Globo e Record, respectivamente. Seguindo o mesmo critério da resposta anterior, Popó escolheu o apresentador global. “Mion, acho que Mion leva vantagem”, comentou.

Popó recusa luta contra Vitor Belfort 

O caminho trilhado por Popó no mundo dos negócios tem sido fortemente criticado por Vitor Belfort. Antes mesmo da luta contra Bambam, o ex-lutador do UFC chamou o tetracampeão mundial de boxe para uma luta casada. Mas, ao que parece, o duelo não deve acontecer. 

“Cara, eu acho uma sem-vergonhice do Popó. O Popó é um amarelão, só pega lutador fraco. (…) Você, Popó, não tem o meu respeito”, disse Vitor Belfort. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Depois de nocautear Bamba em apenas 36 segundos, Popó participou do programa ‘Encontro’, da TV Globo. Foi quando tomou ciência do desafio feito por Vitor Belfort, mas não se mostrou empolgado com a possibilidade. De acordo com o baiano, uma luta entre o tetracampeão mundial de boxe e o ex-campeão do UBF parece improvável, pelo menos por enquanto. 

“Sou fã do Vitor, tenho carinho muito grande por ele, não queria falar mal. Mas, Vitor, essa oportunidade não vou te dar. M*** quanto mais a gente mexe, mais fede”, rebateu Popó.

Comentários estão fechados.