Paulo Pezzolano. Foto: Divulgação/Reprodução.

Pezzolano não está satisfeito e pode mudar todo esquema do Cruzeiro

A versatilidade, certamente, é uma característica dos grandes técnicos. Saber usar o elenco que tem da melhor maneira possível. Depois que decidiu mudar o esquema tático do Cruzeiro e trabalhar com uma linha defensiva com três zagueiros, Pezzolano obteve notável sucesso. 

Até o momento, são nove vitórias consecutivas com o sistema e apenas um gol sofrido – no triunfo por 2 a 1 contra o Operário. No entanto, apesar dos números positivos, o uruguaio afirmou que pode buscar novas formações para a equipe mineira.

O medo do treinador

Paulo Pezzolano revelou temer que os adversários comecem a entender como furar o bloqueio defensivo montado com três zagueiros e dois alas abertos. Por isso, disse que deseja mudar o sistema a qualquer momento. 

“Hoje os adversários já vêm sabendo disso, e às vezes fica mais fácil para eles. Então, em outro jogo podemos surpreender jogando de uma outra forma que eu gostaria. Eu gostaria de jogar de outra maneira, mas vamos aguardar o momento certo”, explicou. 

No entanto, qualquer que venha a ser o novo modelo de jogo que Pezzolano possa implementar no Cruzeiro, ao que tudo indica, não deverá ser tão logo. Isso porque a equipe mineira vem entregando resultados e desempenho com a formação atual. 

Contudo, de acordo com Pezzolano, só é possível pensar um esquema tático como esse, e conseguir ser ofensivo, por conta das características do elenco. O uruguaio ressaltou a confiança em Lucas Oliveira, Zé Ivaldo e Eduardo Brock tanto para marcar quanto para sair jogando. 

“Nós temos as características de zagueiros hoje que podemos fazer as linhas de três. Porque temos zagueiros rápidos, agressivos e que sabem jogar com bola. Se você não tem essa característica de zagueiros é muito difícil”, disse. 

Pezzolano ainda evidenciou, é claro, o desempenho de seus volantes. “William recupera muito a bola, Neto muito intenso. Então acho que encontramos a equipe dentro das características que temos de jogadores”, concluiu.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.