Pepa fala pela 1ª vez sobre demissão no Catar: ‘As razões são difíceis de aceitar’

O técnico Pepa, que trabalhou no Cruzeiro entre os meses de março e agosto de 2023, estava no Al Ahli, do Catar, e foi demitido nesta segunda-feira (8), mesmo dia em que a diretoria celeste anunciou a demissão de Nico Larcamón. Pego de surpresa com a decisão, o português falou pela primeira vez e demonstrou revolta com o comportamento do clube árabe.

Em nota publicada, Pepa afirmou que recebeu com indignação a demissão. O clube do Qatar resolveu fazer a troca no comando técnico por falta de resultados e mau desempenho da equipe em campo. Apesar da irritação, o treinador agradeceu e disse ter gratidão pelo período vivido.

“É com grande surpresa que saio do Al-Ahli Doha. Poderia escrever muita coisa, mas prefiro agradecer aos jogadores, e ao nosso staff, por todo o seu esforço nesta caminhada que tantos pontos nos deu. As razões são difíceis de aceitar, mas o meu sorriso, competência e paixão pelo trabalho jamais serão beliscados. Um abraço e gratidão a um país fantástico!”, escreveu o técnico.

Ao todo, Pepa só comandou o Al Ahli em 19 partidas, com nove vitórias, dois empates e oito derrotas, tendo 50% de aproveitamento. Pelo Cruzeiro em 2023, o treinador foi sacado do cargo após passar sete rodadas sem vencer no Brasileirão. Para o lugar, o Cabuloso contratou Zé Ricardo, que durou pouco tempo.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Em entrevista ao portal No Ataque, Pepa disse que melhorou o time, que estava na lanterna do campeonato quando chegou. “Uma decisão completamente surpreendente na medida em que, quando chegou ao clube, estavam no último lugar. Tirou a equipa da zona de descida, com vitórias perante equipas que lutam pelo título como o Al Duhail ou o Al Gharafa e chegou às meias finais da Taça. Completamente surpreendente!”, disse.

Comentários estão fechados.