Pepa acaba dispensado e fica livre para voltar ao Cruzeiro

O técnico Pepa, que trabalhou no Cruzeiro entre os meses de março a agosto de 2023 pelo Cruzeiro, estava no Al-Ahli, do Qatar, mas foi demitido nesta segunda-feira (8) e ficou livre no mercado para voltar ao Cabuloso. Por coincidência, a decisão da equipe catari aconteceu no mesmo dias que a diretoria celeste desligou Nico Larcamón.

De acordo com informações apuradas na imprensa do Qatar, a demissão de Pepa aconteceu pelos maus resultados da equipe no campeonato nacional. Pelas redes sociais, o Al-Ahli anunciou o desligamento e explicou as motivações da decisão.

“A direção do Al-Ahli decidiu oficialmente rescindir o contrato do português Pedro Miguel, treinador de futebol do clube, e dos seus assistentes, por conciliação entre as partes. A decisão da direção de rescindir o contrato do treinador veio após os resultados recentes da equipe, que levaram ao rebaixamento do Al-Ahli na tabela de classificação da Liga de Futebol do Qatar. E, finalmente, a derrota para o Al-Markhia FC”, publicou o clube.

Sabendo da demissão, cruzeirenses estão implorando o retorno do treinador português, que caiu em 2023 após ficar sete jogos sem vencer no Brasileirão. Apesar dos maus resultados na época, o time era bem visto pelo torcedor, que começou bem na competição, mas teve queda de rendimento. Na época, para o lugar de Pepa, Zé Ricardo foi contratado.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Larcamón, que estava no Cruzeiro desde janeiro, foi demitido depois de perder o Campeonato Mineiro no último domingo (7). O treinador vinha balançando no cargo por problemas de comunicação com a diretoria do clube e não aguentou após mais um tropeço traumático. Em fevereiro, o time havia sido eliminado na primeira fase da Copa do Brasil.

Comentários estão fechados.