Pedro Martins ativou o modo sincerão para falar de Vasco

Pedro Martins esteve no Cruzeiro durante toda a Era Ronaldo no clube. De antemão, não custa lembrar que ele foi o diretor executivo de futebol da Raposa e, portanto, esteve à frente das ações durante todas as janelas de transferências de dezembro de 2022 até abril de 2024. 

O profissional deixou o clube junto com Ronaldo e, pouco tempo depois, foi anunciado pelo Vasco. Pedro Martins, contudo, não ficou muito tempo na equipe. Na última segunda-feira (8) se despediu dos companheiros e revelou os motivos que o levaram a pedir demissão em São Januário após cerca de dois meses de trabalho.

Pedro Martins revela que demissão de técnico foi a gota d’água

De acordo com Pedro Martins, a decisão foi pautada nas mudanças de gestão. Destaca-se que uma liminar da Justiça do Rio de Janeiro retirou a 777 Partners do controle da SAF, repassando o comando à diretoria do clube associativo, presidido por Pedrinho.

“Esta é a experiência mais curta que já tive em um clube de futebol, período que optei por interromper em função das mudanças de comando, método e forma de trabalhar”, disse. 

Segundo Martins, a gota d’água foi a demissão de Álvaro Pacheco. O treinador havia sido contratado pelo diretor, mas foi demitido com apenas quatro jogos

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Por outro lado, na segunda-feira, o Vasco também anunciou as chegadas de Carlos Amoedo, como o novo CEO do clube, e Raphael Viana, para ser o diretor financeiro. Pedro Martins confirmou que esteve no clube nos últimos dias para ajustar pontos importantes dessa transição. 

No momento, o Vasco está na 13ª colocação da Série A, com 17 pontos, com cinco de frente em relação ao Corinthians, que abre a zona de rebaixamento. As equipes vão se enfrentar nesta quarta-feira (10), às 19h, em São Januário.

Comentários estão fechados.