Paulo Pezzolano não comanda o Cruzeiro na final do Campeonato Mineiro 2022

No domingo, dia 6 de março, o Mineirão recebeu mais um clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro. Mandante deste ano, o Galo saiu vencedor por um placar de 2×1, após virada com pênalti polêmico a seu favor, e um gol nos acréscimos de Ademir, reforço do time para a temporada.

O treinador do Cruzeiro, Paulo Pezzolano, foi julgado e condenado por confusão com o árbitro Igor Junio Benevenuto, responsável pelo comando do confronto. Contestado pelo pênalti marcado, o árbitro, revelou xingamentos do técnico uruguaio. O comandante do Cruzeiro inclusive não pode estar na beira do campo, pois já estava suspenso para a partida.

“Árbitro ladrão, vocês são todos ladrões, olha o que vocês fizeram, quero falar com o árbitro, esse ladrão!”, disse Paulo.

O julgamento foi realizado na segunda-feira, dia 28 de março. Como punição, o treinador deve ficar de fora dos próximos 4 jogos da Raposa no Campeonato Mineiro, o que deixaria novamente o elenco sem seu principal treinador no maior clássico de Minas. O clube deve recorrer a decisão, buscando um efeito suspensivo.

De acordo com o próprio Pezzolano, o árbitro inventou tal história, visto que ambos não se encontraram em campo.

“Não entrei em campo, nunca entrei em campo.. Estava nas escadas. Eu acho que ele não me viu. Tá bem? Pode ter sido falado por outra pessoa. Ele não me viu. Havia seis policiais à frente, fiquei na escada, ele não me viu. Com certeza, falo 100%. (…)

Ele pode falar o que quiser, mas ele não me viu. Com certeza não me viu. Não ouviu nunca o que falei pra ele. Muita gente, muito barulho. Se escutou alguma pessoa que estava perto, pode ser. Mas ele não me escutou, com certeza”, relatou Paulo Pezzolano em entrevista exclusiva ao SuperEsportes.

Cruzeiro x Atlético-MG

Assim como no ano passado, apesar da inferioridade nos nomes para o elenco, o Cruzeiro conseguiu se igualar ao rival dentro de campo. Após um primeiro tempo de chances para os dois lados, aos 24 minutos da segunda etapa, o garoto da base Vitor Roque abriu o placar para o clube celeste.

Após o gol, com a esperança de repetir o feito da última temporada e vencer o Galo pela segunda vez consecutiva, o Cruzeiro tentou se fechar. Depois de ver Hulk acertar uma bola no travessão, e inúmeras defesas de Rafael, aos 40, Hulk empatou a partida.

Autor do gol, foi Hulk quem sofreu o pênalti cometido pelo zagueiro Oliveira. Apesar da decisão instantânea do árbitro Igor Junio Benevenutto, o lance gerou discussão e dividiu opiniões entre comentaristas de arbitragem e torcedores.

Quando o empate parecia o final amargo para um Cruzeiro que se viu na liderança da partida, e para um Atlético que tinha como meta para a temporada a vitória em cima do rival, Ademir, reforço do Alvinegro para 2022, marcou o gol da vitória.

Já nos acréscimos, o atacante recebeu cruzamento de Guilherme Arana e empurrou a bola para o fundo das redes.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.