Novo chefão do Galo esteve envolvido em polêmica no Cruzeiro

O Atlético-MG começou 2024 com péssimas notícias, perdeu o diretor de futebol Rodrigo Caetano, que aceitou cargo na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e contratou chefão que esteve envolvido em polêmica no Cruzeiro. Pedro Moreira é o novo gerente de futebol do profissional, que assumiu a vaga deixada pelo ex-goleiro Victor.

Quando esteve no Cruzeiro, Pedro Moreira foi acusado de ter gastado mais de R$ 20 mil em cartão corporativo do clube entre os anos de 2018 e 2019. No total, foram R$ 20.880,49 em gastos estritamente pessoais, que não condiziam com as atividades prestadas no clube.

Pedro Moreira deixou o Cruzeiro no meio de 2021, onde em comum acordo foi desligado do clube. Na época, os valores foram apontados como sendo do ex-presidente Wagner Pires de Sá, que havia clonado cartão e portanto o executivo não teria culpa. R$ 10 mil foram gastos em uma loja de roupa masculina e outros R$ 10,738 em lojas de eletrônicos.

Victor, que deixou o cargo de gerente, assumiu a função deixada por Rodrigo Caetano. Com dura missão, o ex-jogador afirmou não ter medo de queimar o seu nome se fizer um trabalho abaixo do esperado.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“A história está escrita, não tenho medo de manchar. Toda decisão dentro do clube será baseada nas convicções, tentando o melhor para o clube. Quando busca isso de forma responsável, mesmo que eventualmente dê errado, você não vai ter a imagem arranhada ou manchada. Os resultados podem acontecer ou não, mas sempre trabalhamos pelo melhor.”, disse Victor em entrevista coletiva nesta terça-feira (20).

Comentários estão fechados.