Nike precisará esperar: Cruzeiro não conseguiu o que queria com a Adidas

A Nike, velha parceira de Ronaldo Fenômeno, recebeu notícia ruim envolvendo o Cruzeiro. Podendo virar a fornecedora de material esportivo do Cabuloso, a empresa norte-americana vai precisar por mais alguns anos, já que o clube não conseguiu o que queria com a Adidas. Com problemas na relação de fornecedor, o clube mineiro está insatisfeito e pode mudar de empresa.

No clube desde 2019, a Adidas já vem tendo problemas com o Cruzeiro há algum tempo, deixando os dirigentes do Cabuloso incomodados. Também patrocinadora do Atlético-MG, a empresa alemã vem cometendo gafes. Após situações ruins, o CEO da SAG, Gabriel Lima, e Ronaldo Fenômeno, reclamaram da fornecedora.

De acordo com informações apuradas pelo portal GOAT, o Cruzeiro está tentando romper o contrato com a Adidas, que é válido até o final de 2025. A Adidas ainda não acatou a solicitação feita pelo clube, mas entende que é possível a ruptura do vínculo dois anos antes do prazo determinado.

O clima entre Adidas e Cruzeiro piorou de vez quando a marca usou o termo “maior de minas” no lançamento do uniforme do Atlético-MG. Na época, Gabriel Lima deu declaração forte reclamando do tratamento recebido pelo clube.

“Em relação a Adidas, é difícil, né?! Mais uma falha (deles). Lamento muito, (mas) ainda não conversei com eles, estava em reuniões. Mas vou conversar. A gente vai se posicionar muito firme em relação a isso. Não só o ocorrido de hoje, mas (também o) vazamento de camisas, erros que vêm se repetindo”, disse o CEO.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ainda na declaração, Lima deixou claro a irritação com o tratamento recebido. “E eu sempre falei com eles que eu quero ver a diligência alemã aplicada também ao Brasil, ao Cruzeiro. Mostram um profundo desconhecimento do que estão fazendo, uma falta de respeito com a gente e com o torcedor cruzeirense. Vai ser tratado de maneira dura por nós”, finalizou.

Durante transmissão, Ronaldo Fenômeno despistou um possível acordo do clube com a Nike. “A galera iria gostar de ver a camisa do Cruzeiro de Nike? Pergunta aí. Não posso adiantar nada, mas tem muita coisa acontecendo, coisa bacana”, afirmou o gestor da SAF.

Comentários estão fechados.