Na estreia da dupla Bernard e Hulk, Minas Gerais viu o time levar goleada por 6 de diferença

Bernard e Hulk se reencontraram no Atlético-MG após alguns anos desde a última vez que dividiram o mesmo campo de jogo. Destaca-se, de antemão, que a dupla é a maior aposta do Galo para a temporada de 2024, que, por sinal, não vai lá essas coisas todas. 

Após um início de ano arrasador, o Atlético-MG vem de uma sequência terrível de resultados. Para se ter uma ideia, nos últimos nove jogos, são apenas três vitórias. Como se não bastasse, o Galo perdeu três desses jogos sofrendo quatro gols. 

Na estreia da dupla Bernard e Hulk, time leva goleada

No entanto, nada se compara com a estreia da dupla Bernard e Hulk juntos em campo. Afinal de contas, quando jogaram juntos pela primeira vez, perderam com uma diferença de seis gols no placar. 

A saber, trata-se do famigerado 7 x 1 da Alemanha sobre o Brasil, na Copa do Mundo de 2014. Um fato curioso é que aquela partida foi disputada no Mineirão. O 7 x 1 se tornou o maior vexame da história da Seleção Brasileira, posto que antes pertencia ao episódio do “Maracanazo”. 

Anos mais tarde, o narrador João Guilherme contou uma conversa curiosa que teve com Luxemburgo antes da bola rolar para Brasil x Alemanha, na semifinal da Copa do Mundo de 2014. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O comunicador afirmou que Luxemburgo, ao ver a escalação de Felipão para o confronto, declarou: “Perdemos o jogo”. Segundo o ex-técnico do Cruzeiro, a decisão de escalar Bernard, ex-Atlético, na ponta esquerda foi um grande erro.

Vanderlei explicou que essa escolha foi influenciada pela pressão da torcida atleticana, que queria ver o ídolo em campo. Agora, depois do resultado, fica claro que essa foi uma decisão equivocada.

Comentários estão fechados.