Meio-campista coringa recusou propostas do mundo todo para jogar no Cruzeiro

A grandeza do Cruzeiro foi testada nos últimos anos após dificuldades financeiras e temporadas disputando a Série B, mas teve prova pesada ao saber que meio-campista coringa recusou propostas do mundo todo para jogar pelo clube em 2024. José Cifuentes, contratado por empréstimo vindo do Rangers, da Escócia, foi apresentado na Toca da Raposa nesta quarta-feira (28).

Em entrevista coletiva, o volante equatoriano revelou que recusou propostas tentadora para jogar no Cruzeiro e contou os motivos. Aos 24 anos, Cifuentes foi emprestado ao Cabuloso com contrato até o final de 2024. Contra o Pouso Alegre, no último final de semana, o jogador atuou por 30 minutos vindo do banco de reservas.

Aos repórteres, Cifuentes contou que recebeu duas propostas para jogar na Rússia, mas que não balançaram com o coração do jogador.

“Haviam dois times russos, porém a guerra que está acontecendo lá foi algo que não poderia ser concretizado (a transferência). Algumas equipes europeias e americanas não podiam receber dinheiro da Rússia. Havia um time da Turquia e Championship (Segunda Divisão da Inglaterra). Em teoria, seriam cinco meses (de contrato), então era tirar minha família de onde já estava adaptada pra outro lugar que seria um problema. Então, tive que tomar a melhor decisão, e por isso estou aqui.”, contou.

Com características de dominar o meio de campo chegando na área nos momentos ofensivos, José Cifuentes disputou a Copa do Mundo de 2022 pela Seleção do Equador e foi escolhido após ser um velho conhecido do técnico Nico Larcamón. Os dois se enfrentaram quando o treinador trabalhava no México e ele jogava nos Estados Unidos.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Em muitas equipes, fui um camisa 8 atacando. Também posso fazer a função e me soltar um pouco mais. Eu me adapto ao sistema de jogo que o treinador quiser”, afirmou Cifuentes, que vai disputar posição com Lucas Silva, Romero, Filipe Machado e Fernando Henrique entre os titulares.

Comentários estão fechados.