Imagem: Portal Cruzeirense

Mascote do Cruzeiro: Por que é uma Raposa?

Em 1945, o cartunista Fernando Pieruccetti, mais conhecido como Mangabeira, criou o mascote do Cruzeiro. Por que é uma Raposa? Bem, a história é divertida e um dos melhores motivos sobre a criação de mascotes no futebol brasileiro, reforçando a rivalidade entre clubes que dividem a mesma capital, nesse caso, a capital era Belo Horizonte.

Desde 2003, ano em que o Cruzeiro conquistou a tríplice coroa, entra em campo além dos jogadores, comissão técnica e jornalistas, o mascote Raposão. Raposão é quem anima os torcedores e quem faz a festa ficar ainda melhor no Mineirão.

Rivalidade de Belo Horizonte também no mascote

Raposa Cruzeiro
Imagem: torcedores.com

Curiosamente, Mangabeira também foi o criador do mascote do Atlético Mineiro, o Galo, com charges no antigo jornal Folha de Minas. A ideia dele ao criar a Raposa foi fazer uma homenagem ao então presidente cruzeirense Mário Grosso, que era conhecido por sempre antecipar o rival em contratações. A Raposa representava esse espírito sagaz e rápido nas ações. Outro fato é que a Raposa, o animal, se alimenta de galináceos, uma indireta ao mascote do maior rival, o Galo.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.