Marlon não fica calado e se defende após nova expulsão em menos de um mês

O Cruzeiro sofreu uma derrota arrasadora para o Bahia, por 4 a 1, na Fonte Nova, em Salvador. A equipe celeste até saiu na frente do placar, com um belo gol do atacante Gabriel Veron. Porém, sofreu a virada no segundo tempo, em especial após a expulsão do lateral-esquerdo Marlon. 

De antemão, vale lembrar que esta foi a segunda expulsão de Marlon em um intervalo de cinco jogos. O lateral também havia deixado o campo de jogo precocemente na derrota por 2 a 0 para o São Paulo. Em entrevista, o jogador admite que deve ser punido pelo clube, mas se defendeu ao afirmar que não foi um lance maldoso de sua parte. 

“Claro que o clube deve tomar alguma atitude, seja me multando ou me deixando fora de alguns jogos. Espero não pegar mais de um jogo por isso, porque não tenho esse perfil de atleta maldoso”, disse.

Marlon tenta se justificar, mas está cortado do Cruzeiro

Marlon relembrou que, no ano passado, jogou toda a Série A do Brasileirão com apenas seis cartões. O lateral ainda citou que, no lance contra o Bahia, o próprio jogador adversário (Gilberto) disse ao árbitro que a entrada não foi proposital. Contudo, como diz a máxima do futebol, sem querer também é falta. 

O fato é que Marlon estará fora do próximo jogo do Cruzeiro. A saber, a equipe mineira entrará em campo nesta quarta-feira (26), às 19h, para encarar o Athletico, no Mineirão, em jogo da 12ª rodada da Série A do Brasileirão. A tendência é que o jovem Kaiki receba mais uma chance no time titular. A outra opção de Fernando Seabra seria Lucas Villalba, que tem características mais defensivas. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ainda em tempo, vale dizer que o Cruzeiro também pode contar com a volta de Álvaro Barreal, que voltou a ser relacionado para um jogo do clube no duelo contra o Bahia, mas, por conta das circunstâncias da partida, não deixou o banco de reservas. 

Comentários estão fechados.