Marlon chega com o pé na porta e manda recado direto ao Atlético

É sabido por todos que o Campeonato Mineiro não será a prioridade do Cruzeiro em 2024. No entanto, o lateral-esquerdo Marlon não quis saber de preservar o discurso e afirmou que o elenco está focado em recuperar a “soberania do Maior de Minas”.

De antemão, vale lembrar que a última vez que o Cruzeiro venceu o Estadual foi na fatídica temporada de 2019. No ano passado, o clube caiu nas semifinais diante do América. Agora, o foco está em voltar à decisão e, claro, ser novamente campeão. 

“Somos o maior clube de Minas, representamos a maior torcida de Minas, uma das maiores do país. Então, ter a hegemonia no estado é algo que vejo como importante. Portanto ambicionamos esse título. É fundamental lutarmos para trazer esse título de volta para o Cruzeiro e recuperar essa soberania no Campeonato Mineiro”, disse. 

Marlon crava objetivo do Cruzeiro no Estadual: “voltar a vencer”

A estreia do Cruzeiro será na noite desta quarta-feira (24), às 19h, fora de casa, diante do Villa Nova. É fundamental começar a trajetória com o pé direito, ou, no caso de Marlon, com o esquerdo. 

“Há uma grande ambição de nossa parte, jogadores e comissão, como também para a nossa torcida, em começarmos bem o ano e voltarmos a vencer o Campeonato Mineiro”, ponderou o lateral. 

Marlon étitular absoluto do Cruzeiro e assim será nesta noite, ainda mais tendo em vista que Kaiki, o seu reserva imediato, está com a Seleção Brasileira na disputa do Pré-Olímpico. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ademais, vale lembrar que Nicolás Larcamón não contará com o volante Lucas Romero e nem com o atacante Gabriel Veron para a partida de logo mais. Ambos seguem fazendo trabalhos internos de fortalecimento na Toca da Raposa e não foram relacionados. 

Por outro lado, Zé Ivaldo, Rafa Silva e Juan Dinenno estão inscritos e devem receber os primeiros minutos em campo com a camisa celeste em 2024. A escalação será confirmada pelo clube às 18h.

Comentários estão fechados.