Máfia Azul solta nota de repúdio após clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG

O clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG do último domingo (22) ficará marcado na história. A começar por ter sido o primeiro disputado na Arena MRV, estádio do alvinegro. A Raposa fez as honras e, como bem disse Lucas Silva, batizou o local com a vitória.

O confronto, válido pela 28ª rodada da Série A do Brasileirão, terminou com vitória celeste por 1 a 0. Com o resultado, o Cruzeiro abriu quatro pontos de vantagem em relação à zona de rebaixamento e, neste momento, ocupa a 14ª colocação na tabela. 

No entanto, fora de campo, algumas questões serão tratadas judicialmente. Inclusive, vale lembrar que o Cruzeiro orientou que os torcedores procurassem à Justiça tendo em vista os problemas enfrentados na Arena MRV. 

Tudo o que rolou no clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG

As principais pautas foram: críticas quanto ao tapume instalado na divisão das torcidas, que impediu a visibilidade de alguns pontos do gramado; falta de cabines nos banheiros, papel higiênico ou sabonete; e a não venda de cerveja para a torcida visitante. 

A Máfia Azul, principal organizada do Cruzeiro, também lançou um comunicado oficial em repúdio ao tratamento recebido pela Arena MRV. No texto, a organizada ressalta a vitória do time, mas condena a postura do rival, que não cumpriu com a ética esportiva. 

Aliás, vale citar que, ao final da partida, a sala de imprensa onde Zé Ricardo concederia a entrevista teve o seu sistema de áudio cortado. A situação se deu por conta de uma bandeira do Cruzeiro posta em cima da mesa do treinador. 

Confira a nota da Máfia Azul na íntegra

Vitória importante demais pra sequência do campeonato, mas nós como maior torcida organizada do Cruzeiro e estado temos que expressar o nosso total descontentamento com toda logística de transporte e tratamento no estádio adversário.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Primeiramente a logística de transporte, totalmente sem lógica apenas 8 ônibus colocados a disposição da torcida Cruzeirense, ônibus saíram com torcedores se espremendo por um espaço nos ônibus, saindo com a capacidade máxima de segurança mais que ultrapassada. E não foi um favor, foi cobrado a passagem de cada torcedor!

Lamentável a situação, com muito custo conseguimos pedir para que a logística fosse alterada e os ônibus retornassem para buscar os demais torcedores que não conseguiram embarcar.

Agora vamos falar das atitudes pequenas do time mandante, atitude que mostram como realmente são!

P E Q U E N O S ! ! !

Esconderam papel higiênico e sabão dos banheiros, Banheiro sem portas! Isso mesmo banheiros sem portas! O masculino ok, mas no feminino e muito desrespeito.

Além dessas atitudes baixas também proibiram bandeiras, baterias e a venda de cerveja nos bares.

Tamparam metade do campo com tela e placa de metal que prejudicaram em muito a visibilidade.

Ao apito final tentaram abafar a festa da torcida cruzeirense colocando ROCK AND ROLL com o som no último volume, mas sem sucesso, nossa torcida não se calou e nem se intimidou com as baixas atitudes de um time pequeno, contamos em alto e bom som!

Ao final do jogo também cortaram o microfone do Tec. Zé Ricardo na coletiva para imprensa.

Eu nunca vi um time tão pequeno quanto o alt. minero.

Comentários estão fechados.