Luxemburgo gerou influência e Cruzeiro contratou um dos melhores meias da história brasileira

Vanderlei Luxemburgo tem uma longa história ligada ao Cruzeiro. Impossível seria não lembrar do mágico ano de 2003, quando a equipe estrelada conquistou a Tríplice Coroa ao sagra-se campeã do Brasileirão, da Copa do Brasil e do Campeonato Mineiro. 

O treinador ainda teve outras passagens pela Toca da Raposa, a última delas em 2021, quando, mesmo sem conquistar títulos, foi decisivo para a história, ao evitar o rebaixamento celeste à Série C. O treinador foi desligado do clube após a chegada de Ronaldo Fenômeno. 

Luxemburgo “contratou” camisa 10 de peso para o Cruzeiro

O fato é que Luxemburgo será para sempre lembrado com carinho pela torcida celeste, especialmente por tudo que fez pelo clube em 2003. Aliás, vale dizer que foi o treinador quem trouxe o meia Alex para o Cruzeiro. 

Em recente entrevista ao podcast Denílson Show, Alex contou os bastidores de sua contratação por parte do Cruzeiro. Ídolo celeste, o Talento Azul revelou que havia recebido uma proposta do Grêmio, mas que um telefonema de Luxemburgo o fez mudar de ideia. 

“Quando eu volto ao Brasil, ninguém quer me contratar. E ai me liga o Grêmio – o Tite era o treinador – e me faz uma oferta. Aí toca meu celular na mesa com DDD 31. Eu penso: DDD 31 é BH. Ouço o recado do Vanderlei: ‘Ninguém quer você aqui, mas eu quero, venha!. E atende essa por**, cara***”, disse Alex.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Alex contou que sua esposa o convenceu a fechar com o Cruzeiro muito por conta da influência de Luxemburgo. “Ligo para o Vanderlei e acerto com o Cruzeiro. O Cruzeiro me faz uma oferta pequenininha, e o Vanderlei me fala para acertar e não pensar em dinheiro. Ele me disse: ‘vou fazer de você o melhor jogador do país’”, finalizou.

Dito e feito, naquele ano, Alex orquestrou o time que encantou o Brasil e foi eleito o craque de 2003 do futebol brasileiro. Para se ter apenas uma ideia, o camisa 10 disputou 63 partidas pelo Cruzeiro naquele ano, marcou 39 gols e anotou 39 assistências.

Comentários estão fechados.