Luxemburgo fala sobre o Cruzeiro, Ronaldo e permanência de Fábio

Desde quando Ronaldo Fenômeno se tornou novo gestor da equipe em dezembro do ano passado, com a compra de 90% das ações da SAF Cruzeiro por R$400 milhões, sua equipe tem realizado diversos cortes na folha salarial.

Não os atletas como outros funcionários do clube acabaram dispensados da equipe celeste.

O treinador Vanderlei Luxemburgo, que assumiu a equipe ano passado e acabou saindo no início de 2022, disse não ter ressentimentos com Fenômeno. O ex-jogador já conhece Vanderlei desde a época de Real Madrid.

“Minha relação pessoal com ele é de amizade. Ele comprou uma empresa. E ele entendeu que o técnico Vanderlei Luxemburgo não cabia no projeto dele. Tenho zero preocupação que o Ronaldo não ficou comigo. Zero. Não acho que seja boa para o Brasil (SAF), mas é uma realidade.”

O ex-técnico da Raposa aproveitou também para revelar os planos que tinha para o gol do clube, e comentou sobre a polémica saída do ídolo Fábio.

“Quando subir, subiu. Primeira Divisão? Fábio, um abraço, agora não cabe mais, completou todos os jogos. Agora temos tempo para fazer experiência, e o jogador da Ponte Preta é que estava na minha cabeça, um dos melhores jogadores jovens que surgiram hoje em dia. A minha opção era essa, a deles não foi.”

Saída de Fábio

A parceria entre Cruzeiro e Fábio, uma das mais longevas e vitoriosas do futebol brasileiro, terminou neste início de 2022, depois que o atleta e diretoria de futebol não chegaram a um acordo para definir a renovação do vínculo.

O goleiro já havia acertado sua renovação com o clube, junto ao presidente Sérgio Santos Rodrigues, antes do anúncio de compra das ações pela empresa do Fenômeno. Porém, devido aos cortes de gastos da nova gestão, o jogador não teve o contrato renovado, gerando grande revolta na torcida.

Pela Raposa, Fábio disputou 976 partidas ao longo de 16 anos. Pelo clube celeste, foram 13 títulos.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.