Larcamón revela único motivo que o faz ter orgulho dos jogadores do Cruzeiro

O Cruzeiro estreou com empate sem gols na Copa Sul-Americana, diante do Universidad Católica, de Quito. Após a partida, o técnico Nicolás Larcamón, em entrevista coletiva, analisou como boa atuação do time Mineiro, em especial por conta de uma escalação alternativa.

Não custa lembrar que o foco do Cruzeiro está na final do Campeonato Mineiro, a ser disputada neste domingo (7), às 15h30, no Mineirão. Para ficar com a taça, a equipe estrelada precisa de pelo menos um empate diante do Atlético-MG. A promessa é para mais de 61 mil torcedores.

Larcamón revela motivo de orgulho no Cruzeiro

Como mencionado, Nicolás Larcamón mandou a campo na noite da última quinta-feira (4) um time com novidades. Alguns titulares foram preservados. Além disso, o treinador fez questão de destacar o ponto conquistado fora de casa, diante de dois adversários: a Universidad Católica e a altitude de 2.800 metros.

“Foi um jogo difícil. A primeira meia-hora de jogo foi o que sempre tentamos fazer. Depois, o rival tem a clareza de que a queda de desempenho do visitante acontece, e eles sabem o que fazer para ter esse esgotamento dos atletas. Está claro que esse ponto pode ser muito importante”, disse. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O treinador ainda destacou o desempenho de atletas que estrearam como titulares do Cruzeiro. Casos de José Cifuentes e Álvaro Barreal. 

Por outro lado, vale lembrar que o zagueiro Zé Ivaldo deixou o campo de jogo após sentir dores na coxa esquerda. Ele foi substituído na reta final da partida e será melhor avaliado pelo Cruzeiro nesta sexta. Por ora, é dúvida para o clássico do final de semana.

Comentários estão fechados.