Kléber Gladiador decidiu processar seus ex-companheiros por motivo constrangedor

O ex-jogador Kléber Gladiador, que teve passagem marcante pelo Cruzeiro, está aposentado dos gramados e tomou atitude forte nas últimas semanas. Depois de não gostar de falas de ex-companheiros, o atacante decidiu entrar com processo na justiça e agora espera resolução do caso.

A vontade de entrar na justiça aconteceu depois que Kléber foi chamado de bandido por dois ex-companheiros de equipe nos tempos de São Paulo. Em primeira instancia a Justiça de São Paulo negou o pedido de indenização. Sem concordar com a decisão, o ex-jogador recorreu e agora aguarda nova resposta do magistrado do caso.

Os pedidos foram feitos contra os ex-jogadores Souza, que também jogou no Cruzeiro, e Renan, que jogou no Galo. Em entrevista ao Resenha Esporte Cast em 2022, Souza e Renan afirmaram que Kléber era bandido. Kléber não gostou e foi atrás dos seus direitos.

“O Kléber, a galera fala, era bandido”, diz Souza. “Joguei com o Kléber na base, cheguei a ir na quebrada dele lá em Osasco, ele era bandido”, disse Renan. “Bandido em todos os sentidos, inclusive fora de campo”, completou Renan.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

No pedido, Kléber exigiu R$ 30 mil em indenização dos ex-jogadores. Em decisão, o juiz afirmou que em diversos momentos os jogadores falam de forma “elogiosa” sobre Kléber e que não houve ataques à honra do ex-atacante.

Kléber atuou pelo Cruzeiro nas temporadas de 2009 e 2010, sendo um dos protagonistas na campanha da Libertadores, quando o time perdeu para o Estudiantes na final. O ex-atacante está aposentado desde 2020.

Comentários estão fechados.