Julgamento de Robinho poderá levar 3 meses para ser finalizado

O caso Robinho pode ganhar uma grande reviravolta nos próximos meses. O ex-atacante foi condenado a 9 anos de prisão na Itália por estuprar uma mulher albanesa em uma boate em Milão, ainda em 2013. Acontece que o ex-jogador não cumpriu um dia sequer da pena, haja vista que embarcou para o Brasil. Há um pedido da Justiça Italiana para que ele seja preso em solo nacional. 

O fato é que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidirá, nesta quarta-feira (20), se Robinho cumprirá a pena no Brasil. Porém, o julgamento do ex-atacante pode durar mais do que o esperado, uma vez que existe a possibilidade de um dos ministros pedir vista do processo, ou seja, solicitar mais tempo para examinar o caso. 

Julgamento de Robinho no Brasil pode ficar paralisado por 3 meses

Caso isso aconteça, o processo pode ficar paralisado por cerca de três meses. Destaca-se, no entanto, que apenas aspectos formais serão levados em conta para o pedido de vista. Vale pontuar ainda que o STJ não julgará o caso em si, mas apenas a competência da pessoa que proferiu a sentença na Itália. 

Ainda em tempo, é importante deixar claro que Robinho foi condenado em todas as instâncias na Justiça da Itália, isto é, não cabe mais recurso. O ex-jogador só não foi preso por já estar no Brasil na época da sentença proferida. Desta forma, as chances dele cumprir pena no país é alta. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Em novembro do ano passado, o Ministério Público Federal enviou uma manifestação ao STJ pedindo que Robinho cumpra pena no país. Para o MP, a transferência da pena da Itália para o Brasil “respeita tanto a Constituição Federal quanto o compromisso de repressão da criminalidade e de cooperação jurídica do país”.

Comentários estão fechados.