Jogador disposto a assinar por R$ 100 mil é agredido por torcedores em motel

Lamentável e criminoso. O meio-campista Luan, do Corinthians, foi agredido por torcedores na madrugada desta terça-feira, 04 de julho, em um motel na cidade de São Paulo. Em nota pública, o clube repudiou a “agressão covarde” contra o atleta.

De acordo com informações, torcedores se dirigiram ao local, na Barra Funda, zona oeste da capital paulista, e encontraram o jogador, que estava acompanhado de cinco amigos e quatro mulheres. Luan sofreu agressões na região das costelas, mas está bem.

A situação do jogador dentro de campo

A agressão a Luan aconteceu justamente após ele fazer um balanço de sua passagem pelo Corinthians. Vale dizer que ele chegou ao clube em 2020, mas não se firmou. O meia voltou a pedir espaço neste ano, mas o técnico Vanderlei Luxemburgo afirmou, no último domingo, que não usaria o meia porque a torcida não quer.

O contrato de Luan com o Corinthians é válido apenas até o final do ano. Porém, o meia não entra em campo desde fevereiro do ano passado. Ao todo, foram 80 jogos no alvinegro, com 11 gols marcados e cinco assistências.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Não custa lembrar que o Corinthians chegou a ceder Luan ao Santos, pagando 90% dos vencimentos do atleta, isto é, R$700 mil mensais, enquanto o Peixe arcaria apenas com os R$100 mil restantes.

Luan seria uma boa contratação?

Diante de todos os fatos recentes, a permanência de Luan no Corinthians se torna ainda mais improvável. A torcida quer que o meia peça a rescisão unilateral, porém, um acordo entre as partes pode ser costurado em breve.

Comentários estão fechados.