Ídolo do Cruzeiro relata queda de caminhão e choca torcedores

O Cruzeiro está feliz da vida nessa semana após bons resultados, vem lidando com a nova administração da SAF, que tem Pedro Lourenço no comando após saída de Ronaldo e recebeu notícia bizarra vinda de ídolo. Em relato surpreendente, o zagueiro Léo contou de quando fez exame no Cabuloso machucado depois de sofrer queda de caminhão, onde acabou sendo recusado.

Atualmente com 36 anos, Léo está aposentado dos gramados e deu entrevista, onde relatou o acontecido. A situação aconteceu em 2000, quando tinha apenas 12 anos. Morando em Eldorado, há 15km da Toca da Raposa, o defensor precisou ir em um ônibus e na traseira de um caminhão, mas acabou não dando muito certo.

“Peguei o primeiro ônibus e cheguei ao ponto, mas o segundo que eu pegaria já tinha passado. Pensei: o que vou fazer? Passou um caminhão com a caçamba aberta e peguei carona, mas o caminhão virou em uma rua que não era em direção à Toca”, relembrou o ex-jogador.

Ainda na declaração, o zagueiro contou como precisou fazer para descer do caminhão, já que o mesmo não parava e o caminho da Toca estava chegando. “Eu tinha que descer do caminhão, mas ele não parava, estava em velocidade. Era sol de uma hora da tarde, o asfalto pegando fogo. Me joguei do caminhão. Tenho marcas até hoje desse capote. Fiquei todo machucado, peguei minha mochilinha e fui fazer o teste”, explicou.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Sem conseguir ser aprovado no teste, Léo continuou a caminhada na base, até ser aprovado em um teste no Grêmio, onde foi revelado em 2007, indo para a Raposa apenas em 2010. “O Antonino falava: fica tranquilo, continua treinando que um dia eles ainda vão te comprar. Um ou dois meses depois, ele conseguiu um teste para mim no Grêmio. Lá, fiquei durante um mês em um teste”, finalizou.

Comentários estão fechados.