Hulk arrumou grande dor de cabeça antes da final mineira

O atacante Hulk, do Atlético-MG, está se preparando para a final do Campeonato Mineiro, que acontece neste domingo (7), no Mineiro, às 16h30, mas acabou arrumando grande dor de cabeça dias antes da decisão. Com fama de reclamão, o jogador do Galo pode ter se dado mal após cobranças contra a arbitragem e levou resposta.

Na partida de ida no último sábado (30), na Arena MRV, Hulk reclamou do comportamento do árbitro Felipe Fernandes de Lima na entrevista após o jogo, que terminou em empate por 2 a 2. De acordo com o jogador do Galo, o apitador teria tido comportamento desrespeitoso com os jogadores, ignorando falas dos atletas ao longo da partida.

Após as reclamações feitas por Hulk, o Sindicato dos Árbitros divulgou nota oficial repudiando as falas do atacante. “A arbitragem não pode mais ser usada para transferir responsabilidades e nem justificar o baixo rendimento do clube após os jogos, nem tampouco ser palanque para jogadores, técnicos e dirigentes descarregarem suas frustrações”, disse o comunicado publicado.

Na zona mista após o jogo, Hulk disse que não exagerou nas reclamações, mas que o comportamento do árbitro foi desproporcional para a situação da partida. “Apenas não concordei com a falta dele, tão pouco ele é obrigado a me dar amarelo. Eu falo para eles, não estou reclamando do trabalho deles, se foi bem, se foi mal, o que eu vou falar é do comportamento dele com nós jogadores. O cara é muito boçal, a gente vai conversar com ele com todo respeito do mundo e ele dá as costas”, comentou Hulk. Veja a nota completa a seguir.

O Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de Minas Gerais (SAMG) vem a público repudiar declarações como a do jogador do Clube Atlético Mineiro, Senhor Givanildo Vieira de Sousa “Hulk”. Em coletiva, após o jogo de sábado (30/03/2024) entre Atlético e Cruzeiro, o “Hulk” chamou o árbitro Felipe Fernandes de Lima de boçal, ofendendo a sua honra e moral, tendo em vista que o termo boçal é utilizado para xingar uma pessoa de IMBECIL, IGNORANTE, ARROGANTE. Um boçal demonstra uma pessoa sem inteligência e educação em suas ações.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A título de informação, a orientação de que, em certos momentos do jogo, o árbitro deve “dar as costas e seguir com o jogo”, vem de comissões de arbitragens competentes de todo Brasil. Isso ocorre até mesmo no sentido de preservar os atletas, visto que as reclamações excessivas são passíveis de cartão amarelo.

O SAMG defende e acredita veementemente na boa conduta, caráter e qualificação de seus árbitros que passam por rigorosos testes físicos, apresentação de documentos e certidões, avaliações de rendimento entre outras exigências para exercer a profissão com excelência e alto rendimento. Portanto, apresentam requisitos suficientes para trabalhar em qualquer partida de futebol em Minas Gerais, Brasil e em outros países.

Comentários estão fechados.