Gustavo Scarpa não quis saber e “desafiou” John Textor em inglês no pós-jogo

O meia Gustavo Scarpa, do Atlético-MG, não quis nem saber e deixou o futebol de lado neste domingo (7) para desafiar John Textor, dono da SAF do Botafogo. A ação aconteceu depois da derrota do Galo por 3 a 0 para o clube carioca, no Rio de Janeiro, pelo Brasileirão. Apostando nos conhecimentos, o jogador gastou todo o inglês na cobrança após o jogo.

O meia do Atlético-MG, Gustavo Scarpa ironizou a não marcação de um pênalti para o Galo na partida contra o Botafogo na noite desse domingo. Em publicação nas redes sociais, Scarpa escreveu a frase “E agora, Good Game?”, usando tom de ironia contra John Textor. que contratou empresa para investigar os lances do Brasileirão.

Scarpa não está sozinho nessa confusão, já que Sérgio Coelho, presidente do Galo, deu declaração recente condenando o comportamento do dirigente do Botafogo. “Quando John Textor fez as denúncias que todos conhecemos, a maioria desacreditou, mas eu não. O que estamos vendo só corrobora com a fala de Textor. O Galo resolveu contratar a mesma empresa de inteligência artificial que assessora o Botafogo”, disse em entrevista ao ge.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O lance aconteceu no segundo tempo quando o galo perdia por 1 a 0 e tinha um jogador a menos na partida. A imagem publicada por Scarpa mostra Cadu ser derrubado por Damián Suárez. O árbitro não marcou pênalti e o VAR também não interviu.

A derrota fez o Atlético-MG ficar na décima segundo posição com 18 pontos conquistados. O time de Gabriel Milito não vive bom momento e só tem uma vitória nos últimos cinco jogos.

Comentários estão fechados.