Governo Federal emitiu comunicado geral a todos os jogadores do Cruzeiro

O Governo Federal anunciou, ainda em 2023, uma mudança significativa no passaporte do Brasil. Aliás, trata-se da primeira alteração robusta no documento desde 2015. Embora esta alteração afete diretamente todos os cidadãos brasileiros, o Cruzeiro, que neste ano terá as viagens pela América do Sul, também sentirá os impactos desta novidade. 

De antemão, vale destacar que uma das mais visíveis alterações foi a inclusão de imagens representativas da flora e da fauna brasileira, que são vistas em luz ultravioleta, e novas marcas d’água, para intensificar a segurança do documento. 

Como os jogadores do Cruzeiro podem ser afetados?

Como mencionado, para os jogadores do Cruzeiro, que podem precisar do passaporte em suas viagens internacionais, a nova versão do documento não passará despercebida. 

Por outro lado, é importante deixar claro que, para países que fazem parte do Mercosul, o passaporte não é exigido, a menos que a viagem vá além dessas nações e que o pouco no território seja apenas em rota de passagem. 

Atualmente, o Mercosul é formado por Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela. Há ainda os chamados “Estados Associados”, que seriam Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Peru e Suriname.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Como mencionado, neste ano, o Cruzeiro disputará um torneio continental. A última vez que isso aconteceu foi na temporada de 2019, quando o time mineiro caiu nas oitavas de final da Libertadores para o River Plate, nos pênaltis, em pleno Mineirão. 

Ainda em tempo, não custa destacar que, além da Sul-Americana, o Cruzeiro também está envolvido em outras três competições. A saber, Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e, claro, a Série A do Brasileirão

Comentários estão fechados.