Goleiro Bruno surpreendeu e fez exigência ao seu filho

O goleiro Bruno mais uma vez foi condenado a pagar cerca de R$ 650 mil em indenização a Bruno Samudio, seu filho com Eliza Samudio. O ex-atleta, porém, planeja recorrer ao Superior Tribunal Federal (STF). 

Em recente entrevista ao jornalista Ulisses Campbell, Bruno mais uma vez expressou o desejo de realizar o exame de DNA para confirmar a paternidade de Bruninho. Além disso, o ex-goleiro afirmou que poderia treinar o garoto, que dá os seus primeiros passos como jogador de futebol. 

Goleiro Bruno se coloca à disposição para treinar seu filho com Eliza Samúdio

Bruno tomou conhecimento de que seu filho está atuando como goleiro nas categorias de base do Athletico Paranaense e chegou a elogiar o desempenho do garoto.

“Já vi vídeos dele em campo. O Bruninho tem potencial e vai ser um excelente goleiro. Se eu realmente for o pai dele. Nesse caso, antes de treiná-lo teríamos de ter uma longa conversa para esclarecer o que realmente aconteceu com sua mãe. Depois disso, se ele me perdoasse, eu o treinaria”, disse. 

Vale lembrar que, em 2014, Bruno exigiu que fosse feito um exame de DNA. Na ocasião, o caso foi parar na última instância, isto é, no STF. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Em março de 2013, o goleiro Bruno foi condenado a 23 anos e um mês de prisão por homicídio, ocultação de cadáver e cárcere privado de Eliza Samúdio. Ele cumpriu parte da pena em regime fechado, mas, em seguida, conseguiu a liberdade condicional. 

Inclusive, cumpre lembrar que, após deixar a prisão, Bruno tentou voltar ao futebol brasileiro e chegou a ter contrato com alguns clubes. No entanto, não ficou muito tempo em nenhum deles. 

Comentários estão fechados.