Goleiro Bruno atuou em time inesperado e surpreendeu jogadores

Hoje aposentado do futebol com 39 anos, o goleiro Bruno, que foi preso condenado pela morte da modelo Eliza Samúdio, está atualmente em liberdade condicional e pegou os fãs de futebol de surpresa após revelar que atuou em time inesperado. Formado na base do Galo, o ex-goleiro jogou por Corinthians e Flamengo antes de deixar os gramados para ir ao cárcere.

Lembrado pelos tempos de Flamengo, quando era considerado um dos melhores do Brasil na posição, Bruno jogou pouco tempo no Corinthians, deixando a equipe paulista meses depois após fazer acordo de saída. Bruno chegou ao Corinthians quatro dias antes de o técnico Geninho ser demitido após uma derrota para o Figueirense no Pacaembu, que havia pedido a sua contratação.

Com Leão contratado, o treinador contou que esperava contar com o jogador para fazer períodos de treinamentos fora da cidade, mas quando soube o goleiro já tinha deixado o clube. “Eu cheguei (no Corinthians) e ele estava lá. Fomos para Jarinu e ele alegou uma contusão. Quando cheguei de volta, ele já tinha saído”, disse Leão em entrevista ao UOL.

Vindo do Atlético-MG, Bruno ainda era novo e iria precisar passar por período de adaptação. Querendo ir embora, o Timão não colocou dificuldades e o liberou. “Ele estava no Atlético-MG e veio para o Corinthians para um período de adaptação e avaliação para saber se ficaria no plantel ou não. A princípio não houve interesse, mas ele não queria ficar. Partiu dele também a vontade de sair”, completou Leão.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Bruno foi condenado a 23 anos e um mês por homicídio, ocultação de cadáver, sequestro e cárcere privado de Eliza. o ex-goleiro foi para o regime semi-aberto em 2018 e está em liberdade condicional desde janeiro de 2023.

Comentários estão fechados.