Francês Thierry H. vem ao Brasil analisar jogos manipulados e toma primeiras medidas

Durante a temporada do ano passado, a operação Penalidade Máxima expôs a participação de jogadores de futebol em esquema de manipulação de resultados. Em favor da verdade, esta não é uma prática recente e tampouco algo que se limita ao mundo das apostas. 

Tanto assim que a Federação de Futebol do Rio de Janeiro contratou a empresa Good Game para analisar e fazer relatórios sobre parte dos jogos do Campeonato Carioca, em especial, é claro, clássicos, semifinais e a grande decisão. 

Francês Thierry H. revela manipulação de resultados no Brasileirão de 2023: “99% convencido”

Não custa lembrar que John Textor, dono da SAF do Botafogo, afirmou categoricamente que tinha provas cabais de que o seu clube havia sido prejudicado propositalmente na Série A do Brasileirão de 2023. De acordo com o relatório apresentado pelo empresário, o seu time deveria ter sido campeão no lugar do Palmeiras

O fato é que o francês Thierry Hassanaly, CEO da Good Game, afirmou, em entrevista ao Globo Esporte (ge), que tem dados contundentes para afirmar que alguns jogos do Brasileiro do ano passado foram propositalmente manipulados. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

De acordo com Thierry, ele tem condições de afirmar com base nos dados coletados que houve sim interferência em jogos do Brasileirão. “Sobre algumas partidas do Brasileirão, baseado em nossas ferramentas, tecnologia e soluções, estamos 99% convencidos de que alguns jogos foram manipulados”, disse. 

Ainda em tempo, vale lembrar que o Cruzeiro foi afetado por esquemas de manipulação de resultados em 2022. O volante Richard foi citado na Operação Penalidade Máxima e, logo em seguida, afastado do clube mineiro até ter o seu contrato rescindido. 

Comentários estão fechados.