Foi só começar a se destacar pelo Cruzeiro que Juan Dinenno já arrumou apelidos no Brasil

O atacante Juan Dinenno foi contratado para o Cruzeiro no começo de 2024, está tendo bom início e já está arrumando apelidos no Brasil. Com faro de artilheiro, o argentino marcou quatro gols em oito jogos, é o artilheiro entre todos os times da Série A e vem dando alegrias aos torcedores, que sofreram em 2023 com Gilberto na posição de centroavante.

A iniciativa partiu do narrador Alberto Rodrigues, que propôs apelidos ao atacante. Aos 29 anos, Dinenno está tendo a sua primeira oportunidade no futebol brasileiro e já caiu nas graças da torcida e do narrador esportivo.

Míssil Azul ou Cabecinha de Ouro são os apelidos que estão despontando para o centroavante. “A continuar marcando gols de cabeça, penso em chamar o Juan Dinneno de Míssil Azul ou Cabecinha de Ouro, q foi num passado já longínquo Baltazar. O q q vc acha ou escolhe.”, escreveu o narrador pelo X, antigo Twitter, que pediu sugestões aos torcedores do Cruzeiro.

Apesar da vontade de emplacar um novo apelido, Dinenno já é conhecido como “El Comandante”, termo que recebeu quando jogava no Pumas, do México. Na antiga passagem pelo clube, o jogador marcou 60 gols e distribuiu dez assistências em 147 partidas pela equipe.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Em comentários de resposta, os torcedores do Cruzeiro entraram na brincadeira e pediram para manter o antigo apelido. No próximo sábado (2) o Cabuloso volta a campo diante do Uberlândia, no Mineirão, pela oitava rodada do Campeonato Mineiro, às 16h30, onde Dinenno deve começar entre os titulares. Mais de 20 mil ingressos foram vendidos antecipadamente.

Comentários estão fechados.