Fluminense deixou o Cruzeiro por cima da carne seca com notícia inesperada

O Fluminense entrou em campo na noite da última quinta-feira (29) e venceu a LDU por 2 a 0 para ficar com o título da Recopa. Vale dizer que Jhon Arias foi o grande nome da partida. Além disso, Diego Barbosa, ex-Cruzeiro, marcou o segundo gol do Tricolor.

O fato é que a vitória do Fluminense manteve uma escrita exclusiva do Cruzeiro. A LDU até tinha a chance de igualar o feito da Raposa no futebol Sul-Americano, mas se esbarrou em uma atuação consistente do time de Fernando Diniz. 

Com isso, os equatorianos perderam a chance de conquistar o terceiro título continental em cima do Fluminense. Não custa lembrar que, em 2008 e 2009, no mesmo Maracanã, a LDU conquistou duas Libertadores diante do Tricolor. 

Fluminense manteve escrita única do Cruzeiro

Na América do Sul, o Cruzeiro é o único clube que venceu o mesmo adversário três vezes em três decisões. A saber, o River Plate. Em cima da equipe argentina, a Raposa conquistou a Libertadores (1976), a Supercopa da Libertadores (1991) e a Recopa Sul-Americana (1998). 

A última vez que as equipes se encontraram, porém, vitória do River Plate e eliminação do Cruzeiro nas oitavas de final da Libertadores de 2019, no fatídico ano do rebaixamento. Aliás, pode-se dizer que foi a partir dali que tudo começou a desandar. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ainda em tempo, vale lembrar que o Cruzeiro voltará a campo neste sábado (2), às 16h30, para encarar o Uberlândia, pela última rodada da fase de grupos do Campeonato Mineiro. A partida será disputada no Mineirão, que deve receber um bom público.

Comentários estão fechados.