Fernando Seabra é sincero ao revelar por que voltou ao Cruzeiro

O Cruzeiro anunciou no final desta tarde (9) a contratação do técnico Fernando Seabra, que voltou ao clube após três meses e assumiu vaga deixada por Nico Larcamón, demitido ontem (8) após a derrota na final do Campeonato Mineiro. Em primeira declaração como treinador do clube, o novo comandante foi super sincero e revelou aceitou o desafio de comandar o clube.

Pelas redes sociais, o Cruzeiro divulgou a contratação e contou que o contrato com o treinador é válido até o final de 2024. “Fernando Seabra é o novo técnico do Cruzeiro! O treinador retorna ao clube, após uma passagem vitoriosa pela categoria Sub-20 e atuação no time profissional no final da temporada de 2023, garantindo a classificação na Sul-Americana. Seu contrato é válido até o fim de 2024. Seja bem-vindo de volta, professor Seabra!”, publicou o clube.

Em entrevista coletiva na Toca da Raposa, Seabra contou que acredita no trabalho que vem sendo desenvolvido pelo clube nos últimos anos. O treinador esteve a frente da categoria sub-20 até janeiro de 2024, após a Copinha, quando o clube terminou com o vice-campeonato.

“(Voltei) sobretudo por causa daquilo que foi construído aqui em termos metodológicos, em vínculos pessoais de construção coletiva, muitas vezes falei da emoção de reencontrar as pessoas e como elas me receberam. Você começa a ter dimensão daquilo que viveu e ajudou a construir. Estou feliz com tudo o que vamos construir. Vamos avançar mais para além da oportunidade de dirigir o profissional do Cruzeiro. É a oportunidade de participar da construção de algo que seja pioneiro no futebol nacional”, disse o treinador.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Sabendo da grande relação com o Cruzeiro, Seabra afirmou ter um compromisso com o clube e por isso aceitou o desafio. Larcamón deixou o clube após 14 jogos no clube, com sete vitórias, quatro empates e três derrotas.

“Dar sequência a essa construção numa dimensão maior, seja daquelas pessoas que trabalham e querem desenvolver o jogador, ou pelos torcedores, que consomem o entretenimento. Tenho compromisso com o Cruzeiro e a minha família, mas preciso colocar algo interessante para o futebol brasileiro”, finalizou Seabra.

Comentários estão fechados.