Ariel Cabral. Foto: Divulgação/Reprodução.

Fala Zezé: jogador revela o que áudio de Thiago Neves causou ao Cruzeiro

Mesmo que o Cruzeiro consiga o acesso à elite do futebol brasileiro neste ano, e que sua passagem pela Série B fique em um passado distante da história, o torcedor celeste nunca irá se esquecer de uma mensagem de voz: “Fala, Zezé; bom dia, cara”, disse Thiago Neves.

Parte do elenco daquele ano, e de tantos outros vitoriosos, Ariel Cabral, volante argentino, comentou sobre o impacto daquele áudio no grupo de 2019. Na ocasião, Thiago cobrava ao gestor de futebol Zezé Perrella que parte do salário atrasado fosse paga antes do jogo para dar “uma motivação a mais” para vencer a partida contra o CSA. O Cruzeiro perdeu por 1 a 0.

O que disse Cabral sobre Thiago Neves?

A partida entre Cruzeiro e CSA aconteceu no Mineirão no dia 29 de novembro de 2019, pelo Campeonato Brasileiro. Pouco tempo depois da derrota, o time celeste estava oficialmente rebaixado à Série B. 

O argentino Ariel Cabral, que fazia parte daquele time, em entrevista ao Superesportes, comentou sobre o acontecido e o reflexo do áudio no vestiário do Cruzeiro. De acordo com o volante, o grupo ficou ainda mais abalado, mas o assunto teria ‘rendido pouco entre eles’. 

“Estávamos na parte da palestra, todo mundo. As pessoas envolvidas conversaram sobre a questão. Perguntamos para os companheiros, o que aconteceu? Foi você que falou isso? ‘Não, não fui eu’, outra pessoa também falou que não foi, então ficou essa loucura”, disse Cabral.

De acordo com o meio-campista, um dos fatores que levou o Cruzeiro ao rebaixamento naquele ano foi a falta de coesão entre o elenco. Ariel Cabral criticou os dirigentes da Raposa por não terem ‘conseguido manter o grupo fechado’. 

“Não tínhamos tempo de analisar essas coisas. Tínhamos que jogar outros jogos. Acho que o grupo ficou muito chateado pela situação. Coisas que, nesse tempo, as pessoas que comandavam não conseguiram fazer o grupo ficar fechado, junto. E quando isso não acontece, fica muito difícil”, explicou.

O volante argentino jogou pelo Cruzeiro em sete temporadas – de 2015 a 2021. São 199 jogos, e quatro gols. Conquistou dois Campeonatos Mineiros (2018 e 2019) e duas Copas do Brasil (2017 e 2018). 

Pode-se dizer que, apesar de não ter sido unanimidade, Ariel Cabral deixou seu nome escrito na história do Cruzeiro. 

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.