Ex-Cruzeiro vive drama na carreira após ser “proibido” de defender a Seleção Brasileira

Um ex-jogador do Cruzeiro está vivendo um drama na carreira após ser “proibido” de defender a Seleção Brasileira, sonho de todos os atletas esportivos no Brasil. Jogando atualmente no Brugge, da Bélgica, o atacante Thiago revelou ter sido chamado para defender a Amarelinha, mas não foi liberado pelo clube, frustrando o sonho do centroavante.

Atualmente na Bélgica, Thiago revelou ter sido convocado para a disputa do Torneio Pré-Olímpico com a Seleção Brasileira Sub-23, mas não foi liberado pelo clube e agora resta torcer pelos companheiros de casa. O Brasil está em período de preparação para as Olímpiadas, que acontecem em Paris, no meio de 2024.

Em entrevista exclusiva à Rádio Itatiaia, o jogador revelou o caso. “Já tive conversa sim. Me chamaram para ir dia 20 de janeiro, mas o clube não me liberou, porque temos vários jogos importantes. Está tudo bem, isso dá um fôlego a mais para trabalhar, seguir mais firme, pegar mais forte, a possibilidade está cada vez mais próxima para ir”, disse o atacante.

Ainda na entrevista, Thiago contou como aconteceu a situação, onde o técnico Ramon Menezes fez vários contatos para conseguir falar com o jogador. “Eu estava dormindo, descansando em casa depois de um treino. Quando eu acordei à tarde tinham duas ligações, uma de um cara que trabalhou no Cruzeiro, o André (Batista), ele trabalhava na análise de desempenho.”, contou Thiago.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Ele me ligou, não tinha entendido. O treinador Ramon Menezes tinha me ligado também, falou dessa possibilidade (convocação). É um sonho representar meu país, ter essa possibilidade. Devido a essas outras coisas do clube que eu defendo hoje, infelizmente não deu para representar minha Seleção”, finalizou.

Comentários estão fechados.