Esposa de Daniel Alves pode acabar se dando muito mal e recebe acusação

Esposa de Daniel Alves, Joana Sanz pode acabar entrando em uma encrenca após ter sido acusada de mentir em seu depoimento, durante o julgamento do ex-jogador, na Espanha. A modelo se pronunciou em suas redes sociais para rebater as acusações e afirmou que tomará as “medidas legais” contra os meios de comunicação que “iniciaram e fizeram eco” a essa hipótese. 

O fato foi o seguinte: Joana Sanz havia dado uma entrevista antes do julgamento ao programa “Y ahora Sonsoles”. Na entrevista, ela havia dito que não estava em Barcelona no dia 30 de dezembro de 2022, e sim em Tenerife, ao lado de sua mãe, que, à época, estava muito doente e faleceu em janeiro. 

O que disse Joana Sanz sobre Daniel Alves no tribunal?

Do depoimento prestado ao tribunal, no dia 6 de fevereiro, Joana afirmou que estava em casa no dia do suposto crime cometido por Daniel Alves e que o jogador chegou ao local extremamente embriagado. 

“Ele foi comer com seus amigos no restaurante. Passou o dia aí e voltou, eram quase 4 da manhã. Voltou muito bêbado, uma pessoa com muito álcool. Bateu no armário e caiu na cama”, disse. 

De acordo com a imprensa espanhola, a defesa de Daniel Alves adotou a estratégia de alegar que, no dia do suposto crime, o jogador estava embriagado, como uma tentativa de atenuar a pena. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Depois da polêmica gerada, o advogado de Joana afirmou que o seu depoimento não é contraditório, afinal de contas, foi a primeira vez que ela testemunhou no tribunal, e o que ela havia dito anteriormente tinha sido em um programa de televisão. 

A sentença de Daniel Alves deve sair nos próximos dias. O jogador pode receber uma pena de 4 a 12 anos de prisão. No momento, ele não tem mais esperanças de ser absolvido.

Comentários estão fechados.