Enquanto o Cruzeiro tenta subir na tabela, Rafael Cabral torce para outro time não cair 

O Cruzeiro conseguiu uma importante vitória na última rodada do Brasileirão, quando superou o Santos por 3 a 0, na Vila Belmiro. Com o resultado, o time mineiro abriu oito pontos para o Peixe, que é o primeiro time dentro da zona de rebaixamento. 

Neste momento, o Cruzeiro ocupa a 11ª colocação na tabela da Série A, com 29 pontos. Na próxima quarta-feira (20), a Raposa entrará em campo para encarar o Fluminense, no Rio de Janeiro. A partida será disputada às 21h30, no Maracanã.

Capitão do Cruzeiro, Rafael Cabral declara torcida para rival

Sabe-se que o objetivo do Cruzeiro é assegurar a permanência na elite nacional e, talvez, brigar por uma vaga em um torneio continental, como a Sul-Americana. Para isso, a Raposa precisa, inicialmente, chegar aos 46 pontos.

O fato é que, durante o programa Domingo Esportivo, o jornalista Ricardinho Martins contou que o goleiro Rafael Cabral, capitão do Cruzeiro, demonstrou apoio ao momento do Santos, clube que o projetou ao futebol. Após a partida entre as equipes, o arqueiro pediu apoio para o time paulista. 

“Quando acabou o jogo, o Rafael (Cabral) passou ali no camarote onde eu estava (…) a gente bateu um papo rápido. Ele passou por mim e falou assim: ‘dá um jeito de abraçar esses caras aí. Eu estou torcendo demais para o Santos não cair. Agora é hora de dar força, de unir forças para o Santos não cair’”, revelou o jornalista. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O Santos, como mencionado, abre a zona de rebaixamento. O Peixe tem 21 pontos, quatro a menos do que o Goiás, primeiro time fora do Z-4. Para piorar, a próxima partida do clube paulista será fora de casa contra o Bahia, adversário direto na parte de baixo da tabela. O duelo será nesta segunda-feira (18), às 20h, em Salvador.

Comentários estão fechados.