Em uma janela bilionária, Cruzeiro foi um dos que menos gastou no Brasil

O Cruzeiro foi um dos times que mais se movimentou nesta janela de transferências. Vale a lembrança de que, ao todo, a diretoria anunciou a chegada de nove reforços ao elenco de Nicolás Larcamón. O último deles Álvaro Barreal, que deve estrear neste final de semana. 

Além do atacante argentino, a diretoria do Cruzeiro também trouxe à Toca da Raposa o goleiro Léo Aragão; os zagueiros Zé Ivaldo e Lucas Villalba; os volantes Lucas Romero e José Cifuentes; e os atacantes Juan Dinenno, Gabriel Veron e Rafa Silva. 

Cruzeiro fez uma boa janela?

O clube ainda estava de olho em mais uma contratação. A saber, um atacante de beirada, que atue especialmente pelo lado direito de campo. O fato é que a janela se encerra nesta quinta-feira (7) e, após a data, o Cruzeiro poderá contratar apenas jogadores sem contrato ou atletas que disputaram os estaduais neste ano. 

Como mencionado, apesar de ter sido um dos clubes que mais contratou na janela, o Cruzeiro gastou pouco. Para se ter uma ideia, a diretoria celeste desembolsou cerca de R$ 11,8 milhões. Isso porque a maioria dos atletas chegaram ao clube por empréstimo com a opção de compra ao final do vínculo. 

A título de comparação, o Atlético-MG, arquirrival da Raposa, gastou 42 milhões de reais e contratou apenas dois jogadores para este primeiro semestre da temporada. 

Ainda em tempo, o Cruzeiro voltará a campo no domingo (10), às 19h30, para encarar o Tombense, pelo jogo de ida da semifinal do Campeonato Mineiro. Por ter feito a melhor campanha da fase de grupos, a equipe celeste tem a vantagem de jogar pelo empate. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Veja os gastos do clubes brasileiros na jenala

  1. Flamengo – 158,0
  2. Botafogo – 131,7
  3. Corinthians – 130,3
  4. Vasco – 120,2
  5. Palmeiras – 90,6
  6. Athletico-PR – 76,3
  7. São Paulo – 68,9
  8. Internacional – 54,3
  9. Bahia – 51,5
  10. Atlético-MG – 42,0
  11. Fortaleza – 36,4
  12. Grêmio – 32,6
  13. Fluminense – 21,3
  14. Cuiabá – 14,2
  15. Cruzeiro – 11,8
  16. Bragantino – 5,3
  17. Vitória – 4,2
  18. Atlético-GO – 4,1
  19. Juventude – 0,9
  20. Criciúma – 0,5

Comentários estão fechados.