EITA! Pedro Martins chegou pressionado por torcida organizada do Vasco

O executivo Pedro Martins, que trabalhou no Cruzeiro entre os anos de 2022 e 2024, deixou o clube para ir ao Vasco da Gama e já está passando por problemas. Vivendo má fase no Brasileirão, o profissional mal conheceu a estrutura do clube e já vem tendo que lidar com crise e pressão de torcidas organizadas, que foram ao CT e fizeram ameaças.

A situação aconteceu na última segunda-feira (29), no Rio de Janeiro, quando o elenco de jogadores e membros da diretoria tiveram conversa dura com integrantes de duas torcidas organizadas do time carioca. Pedro Martins era um dos presentes e sofreu ameaças. Um dos presentes na conversa afirmou que o Vasco não vai cair novamente em hipótese alguma.

“Não é querer esculachar. Sim, é querer esculachar sim. Vocês não têm vaga nos times top 3 do Brasil. E vocês estão jogando para uma torcida que é top 1. Ninguém no Brasil faz o que a gente faz. A gente é humilhado e continua indo. Com 2 minutos já esgota ingresso. Pra ver vocês tomar de 4 a 0”, cobrou um dos torcedores presentes na visita ao CT.

Pedro Martins, que chegou recentemente ao clube, pediu a palavra e garantiu que mudanças vão acontecer. A situação piorou depois que o Vasco perdeu de 4 a 0 para o Criciúma em São Januário. “Todo mundo sabe que o resultado que passou não representa ninguém aqui. Não representa a torcida, o elenco, ninguém que acorda cedo para vir trabalhar. Isso está claro para todo mundo”, disse Martins.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Temos jogo no final de semana. Vamos para Fortaleza com comportamento diferente. Já estamos trabalhando. Estamos todos juntos. Vamos sair fortes. É um grupo forte, muito melhor que o do ano passado. Vamos fortalecer. Todo mundo é homem e sentiu a derrota”, completou o executivo.

Comentários estão fechados.